Show simple item record

dc.contributor.advisorRovai, Mauro Luiz [UNIFESP]pt
dc.contributor.authorFugimoto, Jorge Henrique [UNIFESP]
dc.date.accessioned2018-07-30T11:45:15Z
dc.date.available2018-07-30T11:45:15Z
dc.date.issued2015-11-23
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2920024pt
dc.identifier.citationFUGIMOTO, Jorge Henrique. Os vivos, os mortos e os mortos-vivos: uma análise sociológica do seriado walking dead. 2015. 171 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2015.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47838
dc.description.abstractThe image of the ?zombie? or ?living dead?, widespread through cinema in the way we know it today, had the greatest influence of George A. Romero´s cinematographic productions, since 1968 with the movie Night of the living dead. In 2010, the theme appeared in serial format, by north american television network AMC, titled The Walking Dead, based on the homonym comic book and produced by Frank Darabont and Gale Anne Hurd. The series follows the sheriff Rick Grimes (played by Andrew Lincoln), that after waking from a coma in an empty hospital in Atlanta is forced to fight for his survival, and after meet his family again passes to lead a group of survivors, needing to take several decisions. There is the end of government forms, institutional political organization, the state, etc., and the rest of the living people try to survive, facing the main enemy, that guides this "new" organization, the walkers, a kind of human ?non-human? that carries an unique instinct: devour human flesh. The objective of this study is to internally analyze the first five seasons, investigating how show up constructed some sociological questions that involve the theme ?civilization? and the established relations between survivors in a ?post-apocalyptical? world, like: the task division, the city ambience, the relation of survivors with the memory, the appropriation of new places, social aspects related to meals, the image of the leader, power and domination relations and the conflicts between groups.en
dc.description.abstractA imagem do zumbi ou morto-vivo, difundida através do cinema na forma como conhecemos hoje, teve como maior influência as produções cinematográficas de George A. Romero, desde 1968 com o filme A noite dos mortos vivos. Em 2010, o tema apareceu em formato seriado, pela rede de televisão norte americana AMC, com o título The Walking Dead, baseado no comic book homônimo e produzido por Frank Darabont e Gale Anne Hurd. A série acompanha o xerife Rick Grimes (interpretado por Andrew Lincoln), que após acordar do coma em um hospital vazio na cidade de Atlanta se vê obrigado a lutar por sua sobrevivência, e ao reencontrar sua família passa a liderar um grupo de sobreviventes, precisando tomar diversas decisões. Há o fim das formas de governo, da organização política institucional, do Estado, etc., e os restantes dos vivos tentam sobreviver, enfrentando o principal inimigo, que orienta essa "nova" organização, os walkers, uma espécie de humano ?não-humano? portador de um único instinto: devorar carne humana. O objetivo deste trabalho é analisar internamente as cinco primeiras temporadas, investigando como aparecem construídas algumas questões sociológicas que envolvem o tema ?civilização? e as relações estabelecidas pelos sobreviventes em um mundo ?pós-apocalíptico?, como: a divisão das tarefas, o ambiente da cidade, a relação dos sobreviventes com a memória, a apropriação de novos espaços, aspectos sociais relacionados às refeições, a figura do líder, as relações de poder e dominação e os conflitos entre os grupos.pt
dc.format.extent171 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectSociologyen
dc.subjectSociabilityen
dc.subjectCivilizationen
dc.subjectTelevision seriesen
dc.subjectThe walking deaden
dc.subjectSociologiapt
dc.subjectSociabilidadept
dc.subjectCivilizaçãopt
dc.subjectSeriado televisivopt
dc.subjectThe walking deadpt
dc.titleOs vivos, os mortos e os mortos-vivos : uma análise sociológica do seriado Walking deadpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.identifier.file2015-0148.pdf
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campusGuarulhos, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH)pt
unifesp.graduateProgramCiências Sociaispt
unifesp.knowledgeAreaCiências humanaspt
unifesp.researchAreaSociologiapt


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record