Avaliação do impacto de um programa de educação emocional em sala de aula na percepçao de professores, pais e alunos : amigos do zippy

Imagem de Miniatura
Data
2015-09-09
Autores
Gomes, Renata Trefiglio Mendes [UNIFESP]
Orientadores
Mello, Claudia Berlim de [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
The beginning in elementary education brings many challenges for children. The adjustment period in the early school years has been considered a factor in the eventual success or failure at school. Adaptation requires that the child has developed social skills, or social behaviors that allow acting competently in social context and accurately communicate emotions, feelings, opinions and needs according to situational demands and personal goals. Evidence have shown that deficits in social skills are closely related to learning disabilities. In this sense, some international programs have been developed for emotional education for children in the early years of elementary school, such as the Zippy?s Friends. This program is taught by teachers themselves and is based on stories involving Zippy a stick insect pet, and a group of children. The activities are organized into modules with pre - established themes, such as feelings, communication and conflict resolution. Studies to investigate its effectiveness in general focus on the teacher's perspective and adopt a few specific tools to assess behavioral changes. The present study aims to investigate the impact of the implementation of this intervention program in emotional education on the development of social skills in Brazilian children in the first two years of elementary education in public schools, considering indicators of behavioral change and metacognition, in the perception of teachers , parents and students. The results, analyzed using the Generalized Linear Model (GLM), indicated statistically significant changes in behavioral, emotional and cognitive levels of the children who went through the program. The data showed behavioral modulations with regard to the internalizing behaviors, externalizing, meta-cognitive and social skills. The findings suggest an impact of the implementation of social skills programs for the early years of primary education improves children's ability to abandon dysfunctional behavioral strategies for the choice of social skills strategies.
O ingresso no ensino fundamental traz para as crianças muitos desafios. O período de adaptação nos primeiros anos escolares tem sido considerado um fator de eventual sucesso ou fracasso no ambiente escolar. A adaptação requer que a criança apresente repertório elaborado de habilidades sociais, ou seja, comportamentos sociais que propiciam agir com competência no contexto social e comunicar com precisão emoções, sentimentos, opiniões e necessidades, conforme demandas situacionais e objetivos pessoais. Há evidencias de que déficits em habilidades sociais estão intimamente relacionados com dificuldades de aprendizagem. Neste sentido, em diferentes países têm sido desenvolvidos programas de educação emocional para crianças nos primeiros anos do ensino fundamental, como o Amigos do Zippy. Este programa, que é ministrado pelos próprios professores, baseia-se em histórias envolvendo Zippy, um bicho-pau de estimação, e um grupo de crianças. As atividades são organizadas em módulos com temática pré-estabelecida, como sentimentos, comunicação e resolução de conflitos. Estudos destinados a investigar sua eficácia, em geral centram-se na perspectiva do professor e adotam instrumentos poucos específicos para avaliar mudanças comportamentais. O presente estudo teve por objetivo verificar o impacto da implantação deste programa de intervenção em educação emocional sobre o desenvolvimento das habilidades sociais em crianças brasileiras nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental de escolas públicas, considerando indicadores de mudanças comportamentais e de metacognição, na percepção de professores, pais e alunos. Os resultados, analisados por meio do Modelo Linear Generalizado (GLM), indicaram mudanças estatísticas significativas nos índices comportamentais, emocionais e cognitivos das crianças que passaram pelo programa. Os dados mostraram modulações comportamentais no que se refere aos comportamentos internalizantes, externalizantes, metacognitivos e de habilidades sociais. As conclusões sugerem um impacto da implantação de programas de habilidades sociais para os anos iniciais do ensino fundamental, no sentido do desenvolvimento da capacidade das crianças para abandonar estratégias comportamentais disfuncionais em prol da escolha de estratégias socialmente habilidosas.
Descrição
Citação
GOMES, Renata Trefiglio Mendes. Avaliação do impacto de um programa de educação emocional em sala de aula na percepçao de professores, pais e alunos: amigos do zippy. 2015. 136 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2015.