Reprodutibilidade do exame físico sistemático da via aérea superior e do esqueleto craniofacial em pacientes com distúrbio respiratório obstrutivo do sono

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-06-30
Autores
Sguillar, Danilo Anunciatto [UNIFESP]
Orientadores
Haddad, Fernanda Louise Martinho [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
INTRODUÇÃO: A avaliação da via aérea superior (VAS) e do esqueleto craniofacial, por meio do exame físico otorrinolaringológico sistematizado, é fundamental para o diagnóstico e tratamento de pacientes com distúrbio respiratório obstrutivo do sono (DROS); porém, a subjetividade do exame tem sido uma das limitações desse tipo de avaliação. OBJETIVOS: Determinar a concordância entre examinadores treinados e não treinados, em relação ao exame físico da VAS e do esqueleto craniofacial em pacientes com DROS. MÉTODO: 55 pacientes com DROS foram submetidos a, avaliação sistemática da VAS e do esqueleto craniofacial. Os pacientes foram examinados, de forma cega e consecutiva, por três otorrinolaringologistas com especialização em medicina do sono há pelo menos um ano (examinadores treinados) e por dois residentes em otorrinolaringologia (examinadores não treinados). RESULTADOS: Quando considerados todos os parâmetros de avaliação, os examinadores treinados apresentaram maior concordância (k = 0,694, considerado "bom") do que os não treinados (k = 0,475 considerado "regular") (p<0,001). Na comparação de sítios anatômicos específicos, em relação a alterações craniofaciais (k = 0,643 vs 0,349), nasais (k = 0,657 vs 0,614) e faríngeas (k = 0,729 vs 0,276), foi também observada maior concordância entre examinadores treinados (p<0,05). CONCLUSÃO: Apesar de subjetivo, o exame físico da VAS e do esqueleto craniofacial apresentou "boa" concordância geral entre especialistas treinados e "regular" entre examinadores sem treinamento adequado.
INTRODUCTION: The evaluation of the upper airway (UA) and the craniofacial skeleton through systematic otorhinolaryngological physical examination is fundamental to the diagnosis and treatment of patients with obstructive sleep-disordered breathing (SDB) but the subjectivity of the exam has been one of the limitations of this evaluation. OBJECTIVE: Determine the variability of physical examination of the UA and craniofacial skeleton in SDB patients, between trained and untrained examiners. METHODS: 55 patients with SDB were submitted to physical examination of the UA and craniofacial skeleton. Patients were examined blindly and consecutively by 3 otolaryngologists specialized in sleep medicine for at least 1 year (trained examiners) and by 2 otolaryngology residents (untrained examiners). RESULTS: Considering all parameters of evaluation, the trained examiners presented a higher concordance index (k = 0,694 considered "good"), than the untrained examiners (k = 0,475 considered "regular") (p<0 .001). When comparing specific anatomic sites, in relation to craniofacial abnormalities (k = 0.643 vs 0.349), nasal (k = 0.657 vs 0.614) and pharyngeal (k = 0.729 vs 0.276) was also observed greater agreement among trained examiners (p <0 05). CONCLUSION: Although subjective, physical examination of the UA and craniofacial skeleton in SDB patients, presented "good" concordance levels among trained examiners, and "regular" between untrained examiners.
Descrição
Citação
SGUILLAR, Danilo Anunciatto. Reprodutibilidade do exame físico sistemático da via aérea superior e do esqueleto craniofacial em pacientes com distúrbio respiratório obstrutivo do. 2015. 65 f. Dissertação (Mestrado em Otorrinolaringologia) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.