Proposta de um processo educativo permanente em saúde no trabalho da enfermagem

Imagem de Miniatura
Data
2014-10-24
Autores
Valero, Lourdes Aparecida Galego [UNIFESP]
Orientadores
Alencar, Maria do Carmo Baracho de [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective: Investigate working aspects of the nursing staff in a hospital unit of Santos area in the deployment process, and develop a proposal to improve the continuous educational process in health at work. Methodology: The study took place in an Infectious Diseases Hospital, in Santos area. In the first step, nurses and nursing technicians who worked in the inpatient unit were selected that were part of the Nursing staff from April to august of 2013. A script with semi-structured questions was elaborated about personal data, profession, work livings, about existing educational activities and others, to use in taped interviews and integral transcribed for content analysis by categories. In the second-step meetings in "conversation wheels" occurred, and topics identified from the first step. Results: Participated ten nurses and thirteen nursing technicians, aged 25 to 55 years old, and nineteen females and four males. In testimonies, insecurity and fear related to the "new" area of infectious diseases, conflicts in teamwork, difficulties in the process of computerization and Continuing Education and ignorance about the Continuing Education. In ?conversation wheels? highlighted the importance of discussions and reflections about problems and difficulties. Conclusions: There are specificities in infectious diseases and revise some educational processes in nursing. A proposal of rooms for discussions and reflections in group-team to promote the continuous education process was made.
Objetivo: Investigar aspectos do trabalho da equipe de enfermagem de uma unidade hospitalar de um Hospital da Baixada Santista em processo de implantação, e elaborar uma proposta visando aprimorar o processo educativo permanente em saúde no trabalho. Metodologia: O estudo ocorreu em um Hospital especializado em Infectologia da Baixada Santista. Na primeira etapa foram selecionados enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuavam na unidade de internação, e faziam parte da equipe de enfermagem no período de abril a agosto de 2013. Foi elaborado um roteiro com questões semiestruturadas sobre: dados pessoais, profissionais, vivências no trabalho, sobre as ações educativas existentes, entre outras, para a realização de entrevistas, que foram gravadas e transcritas na íntegra, para análise de conteúdo por categorias. Na segunda etapa foram realizados encontros em ?rodas de conversa?, e com temas definidos a partir da primeira etapa. Resultados: Participaram dez enfermeiros e treze técnicos de Enfermagem, com idades entre 25 e 55 anos, sendo dezenove do gênero feminino e quatro do gênero masculino. Nos depoimentos surgiram a insegurança e medo em relação ao ?novo? frente à área de Infectologia, conflitos no trabalho, dificuldades em processos de informatização e na Educação Continuada, e desconhecimento sobre a Educação Permanente em Saúde. As rodas de conversa evidenciaram a importância de discussões e reflexões sobre os problemas e dificuldades. Conclusões: A Infectologia possui especificidades, e alguns processos educativos na unidade necessitam ser revisados. Foi proposto a promoção de espaços para discussões e reflexões em grupo, para aprimorar o processo educativo permanente.
Descrição
Citação
VALERO, Lourdes Aparecida Galego. Proposta de um processo educativo permanente em saúde no trabalho da enfermagem. 2014. 110 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2014.