Estudo sobre enterocolite neutropênica em pacientes oncológicos pediátricos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-09-24
Autores
Meneghin, Marilia Bergstron Lenzi [UNIFESP]
Orientadores
Lederman, Henrique Manoel Lederman [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
The neutropenic enterocolitis is defined as a necrotizing transmural inflammation of the cecum with frequent involvement of the ileum and ascending colon, in the presence of neutropenia. Neutropenic enterocolitis is a relatively rare and serious complication of the use of high-dose chemotherapy, leading to breakdown of the integrity of the gut. The exact incidence is not known and most commonly occurs in patients with hematologic malignancies. The aim of this study was to assess and describe the clinical features, laboratory, radiological and associated hospitalization in Intensive Therapy Unit (ITU), determining the predictors of severity. This study retrospectively evaluated the patients with neutropenic enterocolitis diagnosis at the Institute of Pediatric Oncology, from 2007 to 2013, and describes the most frequent clinical, laboratory and radiological features found in episodes associated with ITU admission, as a severity. Analyzing 1522 patients, 37 patients (2.49%) had one or more episodes of neutropenic enterocolitis with a number of death in three of 38 patients with neutropenic enterocolitis, (7.8%) were treated at our institution with chemotherapy. Hospitalization in ITU patients was statistically significantly associated with the previous episode of neutropenia (p = 0.014), the value of c-reactive protein (p = 0.037), the time of fasting (p = 0.01) and the presence of free fluid in the abdominal cavity (p = 0.024). We conclude therefore that the diagnosis of neutropenic enterocolitis has laboratorial, radiological and clinical criteria: (elevated CRP, history of neutropenia, presence of free fluid in the abdominal cavity and fasting time) that infer in a higher initial severity and are suggestive predictive factors for severity of neutropenic enterocolitis.
A Enterocolite Neutropênica é definida como uma inflamação necrotizante transmural do ceco com envolvimento frequente do íleo e cólon ascendente, na presença de neutropenia. Constitui uma complicação relativamente rara e grave decorrente do uso de altas doses de quimioterapia, que levam a quebra da integridade da mucosa do intestino. A incidência exata não é conhecida e ocorre mais comumente em indivíduos com doenças hematológicas malignas. O objetivo deste estudo foi avaliar e descrever a epidemiologia e as características clínicas, laboratoriais, e radiológicas associadas a internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), determinando os fatores preditivos de gravidade. Este estudo avaliou retrospectivamente os pacientes com diagnóstico de enterocolite neutropênica no Instituto de Oncologia Pediátrica de 2007 a 2013, e descreve as características clínicas, laboratoriais e radiológicas mais frequentes encontradas nos episódios associados à internação em UTI, como critério de gravidade. Foram tratadas em nossa instituição, com quimioterapia, 1522 pacientes, 37 pacientes (2,49%) apresentaram um ou mais episódios de EN com um número de óbito de três dos 38 pacientes com EN, (7,9%). A internação dos pacientes em UTI foi associada, de forma estatisticamente significante, ao episódio anterior de neutropenia (p=0,014), ao valor da proteína c reativa, (p=0,037), ao tempo de jejum (p=0,01) e a presença de líquido livre em cavidade abdominal, (p=0,024). Concluímos, portanto, que no diagnóstico de enterocolite neutropênica existem critérios laboratoriais, radiológicos e clínicos: (PCR elevado, antecedente de neutropenia, presença de liquido livre em cavidade abdominal e tempo de jejum) que inferem uma maior gravidade inicial e são sugestivos de fatores preditivos de gravidade para a enterocolite neutropênica.
Descrição
Citação
MENEGHIN, Marilia Bergstron Lenzi. Estudo sobre enterocolite neutropênica em pacientes oncológicos pediátricos. 2014. 53 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.