Show simple item record

dc.contributor.advisorNogueira, Paulo Cesar Koch [UNIFESP]pt_BR
dc.contributor.authorFaria, Bruno [UNIFESP]
dc.coverage.spatialSão Paulo
dc.date.accessioned2018-07-30T11:44:22Z
dc.date.available2018-07-30T11:44:22Z
dc.date.issued2015-04-17
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2697640pt
dc.identifier.citationFARIA, Bruno. Circunferência de pescoço e sua associação com fatores de risco cardiovascular em adolescentes. 2015. 63 f. Dissertação (Mestrado em Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47359
dc.description.abstractIntrodução: O excesso de peso se tornou um problema de saúde pública em todo o mundo e sua prevalência aumentou rapidamente nas últimas décadas, atingindo cerca de 200 milhões de crianças, das quais 40 a 50 milhões são consideradas obesas. A obesidade na infância se associa com aumento da pressão arterial (PA), hipertrigliceridemia, baixo HDL-colesterol e metabolismo anormal da glicose. A adiposidade central está mais relacionada com alterações metabólicas e risco cardiovascular que a adiposidade corpórea total. A medida da circunferência do pescoço (CP) é um método de fácil realização, que pode servir como screening para identificação de adiposidade central e, consequentemente, de riscos metabólicos. Objetivos: Verificar as associações entre as medidas da CP e da circunferência abdominal (CA) com valores de PA, perfil lipídico, glicemia e insulinemia de jejum em adolescentes obesos, e verificar a reprodutibilidade da medida da CP. Métodos: 82 adolescentes entre 10 e 17 anos foram incluídos no estudo, sendo 43 (22 meninos e 21 meninas) com obesidade e 39 (20 meninos e 19 meninas) eutróficos. Foram realizados: medidas de peso, estatura, CP, CA, cálculo do índice de massa corpórea (IMC) e aferição da PA em todos os indivíduos da amostra. Perfil lipídico, HOMA-IR, glicemia e insulinemia de jejum foram avaliados no grupo dos obesos. Variáveis quantitativas foram expressas como médias e desvios padrão dos valores, enquanto as variáveis qualitativas foram expressas como frequências. Para avaliação estatística dos resultados foram feitas comparações entre os grupos, utilizando-se teste T de Student para o caso de variáveis quantitativas e teste do qui-quadrado para o caso de comparações de frequências das variáveis qualitativas. Nas análises de regressão linear, as medidas da CP e da CA foram consideradas variáveis de exposição, enquanto as medidas de risco cardiovascular como pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), perfil lipídico, glicemia, insulinemia e HOMA-IR foram consideradas variáveis de desfecho. Todos os testes foram bicaudais e em todos foi adotado o limite de 5% (p<0,05) para rejeição da hipótese de nulidade. Avaliamos a concordância entre as medidas da CP entre os diferentes observadores, pela análise de concordância entre métodos de Bland-Altman. Resultados: Foram observadas associações significantes e positivas da CP com IMC, CA, PAS e PAD, insulinemia e HOMA-IR e associação significante e negativa com o HDL colesterol. Foi encontrada discordância entre os observadores para a CP de 5,19% no total da amostra e de 10,5%, entre os obesos. DISCUSSÃO: Entre as associações encontradas com a CP, deve ser destacada a relacionada com a PA, considerando ser a hipertensão arterial um dos fatores de risco mais bem estabelecidos para os eventos cardiovasculares futuros. Tanto a CA quanto a CP se associaram com os mesmos fatores de risco, mas cabe ressaltar que a CP é uma medida muito mais fácil de ser realizada. Conclusão: Os achados desse estudo fortalecem o conhecimento atual acerca da utilização da CP como um instrumento importante para identificar indivíduos com adiposidade central e risco de hipertensão arterial sistêmica, resistência insulínica e como uma medida antropométrica adicional à CA.pt
dc.description.abstractINTRODUCTION: Overweight has become a public health problem worldwide and its prevalence has increased rapidly, reaching about 200 million children, of which 40 to 50 million are considered obese. Obesity in childhood is associated with increased blood pressure (BP), high triglycerides, low HDL-cholesterol and abnormal glucose metabolism. The distribution of body fat is a stronger predictor of metabolic dysfunction and cardiovascular risk than total body adiposity. Assessment of neck circumference (NC) is an easy method, which can serve as screening to identify individuals with weight excess. OBJECTIVE: To examine associations between measures of NC and WC with BP values, lipid profile, blood glucose and fasting insulin in obese adolescents and verify the reproducibility of the measurement of NC. METHODS: 82 adolescents between 10 and 17 years were included in the study, 43 (22 boys and 21 girls) with obesity and 39 (20 boys and 19 girls) eutrophic. The measure of NC, WC, height, weight and BP values were performed. RESULTS: Significant associations were observed between NC and BMI, weight, height, WC, BP, HDL cholesterol, insulin and HOMA-IR. Disagreement between observers for NC of 5.2% of the sample and 10.5% among obese patients. CONCLUSION: Both WC and NC were associated with the same risk factors and therefore we cannot affirm that the NC is better than the measure of the WC to identify the cardiovascular risk in adolescents. However our findings strengthen the current knowledge about the use of NC as an important tool for identifying patients at risk of hypertension, insulin resistance, obesity and as an additional anthropometric measure the waist circumference. However it may be limited in the subgroup of individuals obese.en
dc.format.extent63 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectNeck circumferenceen
dc.subjectObesityen
dc.subjectAdolescenten
dc.subjectCardiovascular diseaseen
dc.subjectDiagnosis diseaseen
dc.subjectCircunferência do pescoçopt_BR
dc.subjectObesidadept_BR
dc.subjectAdolescentept_BR
dc.subjectDoença cardiovascularpt_BR
dc.subjectDagnóstico de doençapt_BR
dc.titleCircunferência de pescoço e sua associação com fatores de risco cardiovascular em adolescentespt_BR
dc.title.alternativeIs neck circumference associated with cardiovascular risk factors in adolescents?en
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramPediatria e Ciências Aplicadas à Pediatriapt
unifesp.knowledgeAreaCiências da saúdept
unifesp.researchAreaMedicinapt
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4980474480271642
dc.contributor.advisor-coEscrivão, Maria Arlete Meil Schimith [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLatteshttp://lattes.cnpq.br/2103953406579796


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record