Polimorfismo do gene do receptor toll-like 3 na polipose nasossinusal

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016-12-13
Autores
Nunes, Lmaeonardo Mendes Acatauassu [UNIFESP]
Orientadores
Gregorio, Luis Carlos Gregorio [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: Toll-like receptors (TLRs) are transmembrane structures, expressed in a variety of cell types, including the respiratory tissue, and have been described as crucial in identifying pathogens, and consequently in the activation of the innate immune response. Nasal polyposis (NP) is a chronic disease that affects the nose and paranasal sinuses, characterized by the presence of polypoid formations in these cavities, and, as well as other types of chronic rhinosinusitis, presents the failure of that innate immune barrier as one of its most important pathophysiological theories. TLR-3 can detect the double-stranded RNA produced during viral replication, and then signals for the increase of antiviral innate defenses. Genetic polymorphisms of TLR-3 have been related to a poorer control of these infections, and have already been described in some other diseases correlate to NP, such as asthma and aspirin-exacerbated respiratory disease. Method: It?s a transversal study that included 112 individuals in the Control Group and 103 in the NP Group. DNA genotyping was performed through polymerase chain reaction ? restriction fragment length based polymorphism (PCR-RFLP), and the subjects were then defined as GG, AA and GA, according to the allele(s) shown at the electrophoresis in agarose gel. Results: There was a higher frequency of the AA genotype in the NP Group; the presence of the G allele was significantly more prevalent in the Control Group; and there was tendency to a higher occurrence of the mutated allele (A) in the NP Group. Conclusion: The studied polymorphism (Leu412Phe) may influence in the pathophysiological mechanisms of nasal polyposis.
Introdução: Os receptores toll-like (TLRs) são estruturas transmembrana expressas em inúmeros tipos celulares, incluindo as células do epitélio respiratório, e já foram descritos como fundamentais no reconhecimento de patógenos, e consequente ativação da resposta imune inata. A polipose nasossinusal (PNS) é doença crônica que acomete o nariz e seios paranasais, caracterizada pela formação de vegetações polipoides nestas cavidades, e assim como outros tipos de rinossinusite crônica, tem na falha desta barreira imune uma de suas principais teorias fisiopatológicas. O TLR-3 é capaz de detectar o RNA de dupla cadeia produzido durante a replicação viral, e então sinaliza para o aumento das defesas antivirais inatas. Polimorfismos genéticos do TLR-3 têm sido relacionados à menor habilidade no controle destas infecções, e já foram descritas em doenças correlatas à PNS, como a asma e a doença respiratória exacerbada pela aspirina. Método: Estudo transversal, que incluiu 112 indivíduos no Grupo Controle e 103 no Grupo PNS. A genotipagem do DNA foi realizada utilizando a reação em cadeia de polimerase ? polimorfismo baseado em tamanho do fragmento (PCR?RFLP), e os indivíduos classificados em GG, AA e GA, dependendo do(s) alelo(s) apresentado(s) na eletroforese em gel de agarose. Resultados: Observou-se maior frequência do genótipo AA no Grupo PNS; e a presença do alelo G foi significantemente mais prevalente no Grupo Controle; e houve tendência de maior frequência do alelo mutado (A) no Grupo PNS. Conclusão: O polimorfismo estudado (Leu412Phe) pode influenciar nos mecanismos fisiopatológicos da polipose nasossinusal.
Descrição
Citação
NUNES, Lmaeonardo Mendes Acatauassu. Polimorfismo do gene do receptor toll-like 3 na polipose nasossinusal. 2016. 34 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.