Estudo do efeito da sinvastatina na expressão gênica dos PPARs α e γ e na expressão e secreção de leptina em adipócitos 3T3-L1 submetidos a estímulo inflamatório

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016-10-31
Autores
Kuniyoshi, Mariana [UNIFESP]
Orientadores
Batista, Marcelo Costa [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Visceral obesity is considered important in the development of Metabolic Syndrome (MS), and as pathophysiological basis related to epidemic incidence of cardiovascular events. The excessive expansion of adipose tissue mass resulting in hypertrophic adipocytes can be attributed as a significant cause for inflammation development. The increase in secretion of biologically active molecules such as leptin, a pro-inflammatory adipokines, results in a significant impact on the progression of the MS. The administration of drugs, used primarily for the treatment of dyslipidemia in pleiotropic actions and antiatherogenic has been a major focus of recent studies approaching inflammation as a strategy for reducing cardiovascular risk. Thus, the objective of this study was to investigate the effect of simvastatin on the leptin secretion and expression in mature adipocytes derived from 3T3-L1 cell line, at baseline and after stimulation with TNF- α, mimicking the inflammatory state of the MS. In addition, we analyzed the potential effects of simvastatin on reversal of the inflammatory response in 3T3-L1 adipocytes and possible involvement of receptors activated by peroxisome proliferators-alpha (PPAR-α) and gamma (PPAR-γ) in such conditions. Our results consolidate the concept of MS as an inflammatory disease caused by increased production of mediators of proinflammatory proteins, specifically leptin, in adipocitary cell models. We have also demonstrated that there was reduced expression of PPAR-α and PPAR-γ receptors, when subject to inflammatory stimulus. By contrast, we observed an increase in expression of these receptors in cells pre-treated with simvastatin and exposed to TNF-α stimulus. From the analysis of our results, we support, at the cellular level, the integral inflammatory state of obesity¬related to MS. We also demonstrated the beneficial effect of simvastatin in attenuating the inflammatory response associated with increased TNF-α and a possible relationship of the PPARs in the modulation of this response.
A obesidade visceral, considerada importante no desenvolvimento da Síndrome Metabólica (SM), é concebida como base fisiopatológica relacionada à incidência epidêmica de eventos cardiovasculares. A excessiva expansão do tecido adiposo, resultando em adipócitos hipertrofiados, pode ser considerada como uma significante causa para o surgimento da inflamação. O aumento na secreção de moléculas biologicamente ativas tais como a leptina, um adipocina pró inflamatória, resulta em um impacto significativo sobre a progressão da SM. A administração de drogas, utilizadas principalmente para o tratamento da dislipidemia em ações pleiotrópicas e anti¬aterogênicas, tem sido foco principal de estudos mais recentes abordando a inflamação como uma estratégia redutora para o risco cardiovascular. Assim, o objetivo deste estudo foi investigar o efeito in vitro da sinvastatina sobre a secreção e a expressão de leptina em adipócitos maduros derivados da linhagem celular 3T3-L1, em condições basais e após estímulo com TNF α, mimetizando o estado inflamatório da SM. Adicionalmente, analisamos os potenciais efeitos da sinvastatina na reversão da resposta inflamatória em adipócitos 3T3-L1 e o possível envolvimento dos receptores ativados por proliferadores de peroxissoma alfa (PPAR-α) e gama (PPAR-γ) em tais condições. Nossos resultados consolidam o conceito da SM como uma doença inflamatória produzida por meio da maior produção de mediadores pró-inflamatórios, mais especificamente a leptina, em modelos de células adipocitárias. A utilização da sinvastatina reverteu o impacto do processo inflamatório induzido pela administração de TNF- α nos adipócitos. Demonstramos também que houve a redução da expressão dos receptores de PPAR-α e PPAR-γ quando submetidos ao estimulo inflamatório. Em contrapartida, observamos um incremento da expressão desses receptores em células pré-tratadas com sinvastatina e expostas ao TNF- α. A partir da análise dos nossos resultados, reiteramos, em nível celular, o estado inflamatório integrante da obesidade relacionada à SM. Ainda, demonstramos o efeito benéfico da sinvastatina na atenuação da resposta inflamatória relacionada ao aumento de TNF- α e uma possível relação dos PPARs na modulação desta resposta.
Descrição
Citação
KUNIYOSHI, Mariana. Estudo do efeito da sinvastatina na expressão gênica dos PPARs α e γ e na expressão e secreção de leptina em adipócitos 3T3-L1 submetidos a estímulo inflamatório. 2016. Dissertação (Mestrado: Nefrologia) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.