Show simple item record

dc.contributor.advisorBrasileiro, Cinthia Aguirre [UNIFESP]pt
dc.contributor.authorOliveira, Juliete Costa de [UNIFESP]
dc.date.accessioned2018-07-27T15:51:03Z
dc.date.available2018-07-27T15:51:03Z
dc.date.issued2016-07-22
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4636476pt
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Juliete Costa de. Variação morfológica entre populações insulares e continentais de anuros (amphibia). 2016. 63 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Diadema, 2016.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46912
dc.description.abstractThe island organisms undergo ecological and evolutionary pressures different from their mainland conspecifics due to reduced area and isolation. As for the body size of animals, gigantism and dwarfism are two standards known to island organisms. These change in body size of island organisms are usually associated with the availability of resources (food or reproductive), the inter or intraspecific competition and the presence / absence of predators. Here, we investigated whether there are differences in morphology between populations of island frogs and their mainland conspecifics in the Brazilian southeastern islands. The target species are: 1) Thoropa taophora, a territorial species that uses freshwater fillets on rocky shores for reproduction, and 2) Haddadus binotatus, a species with direct development. Males and females of T. taophora presented a tendency to gigantism or no difference in body size in relation to the continental conspecifics. Regarding H. binotatus, males tended to dwarfism or no difference in body size in comparison with mainland conspecifics, while females no presented difference in body size in relation to the mainland. Others morphological variables such as leg length and head length varied between populations. Our results suggest that differences in morphology between populations do not appear to be related to the reproductive mode of frogs, but the characteristics of the islands mainly in relation to the availability of breeding sites and the absence of potential predators.en
dc.description.abstractOs organismos insulares sofrem pressões ecológicas e evolutivas diferentes dos seus coespecíficos continentais devido à área reduzida e ao isolamento. Quanto ao tamanho corpóreo de animais, gigantismo e nanismo são dois padrões conhecidos para organismos insulares. Estas alterações no tamanho do corpo dos indivíduos insulares são geralmente associadas à disponibilidade de recursos (alimentares ou reprodutivos), à competição inter ou intraespecífica e à presença/ausência de predadores. Neste estudo, investigamos se há diferença na morfologia entre populações de anuros insulares e seus coespecíficos continentais em ilhas do sudeste brasileiro. As espécies alvo são: 1) Thoropa taophora, uma espécie territorial que usa filetes de água doce em costões rochosos para a reprodução, e 2) Haddadus binotatus, uma espécie com desenvolvimento direto. Machos e fêmeas de T. taophora apresentaram tendência ao gigantismo ou nenhuma diferença no tamanho do corpo em relação aos coespecíficos continentais. Em relação a H. binotatus, os machos apresentaram tendência ao nanismo ou nenhuma diferença no tamanho do corpo em relação aos coespecíficos continentais, enquanto que as fêmeas não apresentaram diferença no tamanho do corpo em relação ao continente. Outras variáveis morfológicas como comprimento das pernas e comprimento da cabeça variaram entre as populações. Nossos resultados sugerem que as divergências na morfologia entre populações parecem não ser relacionadas ao modo reprodutivo dos anuros, mas sim às características das ilhas principalmente em relação à disponibilidade de sítios reprodutivos e a ausência de predadores potenciais.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt
dc.format.extent63 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectHaddadus binotatusen
dc.subjectContinental islandsen
dc.subjectMorphometricen
dc.subjectInsular ruleen
dc.subjectThoropa taophoraen
dc.subjectHaddadus binotatuspt
dc.subjectIlhas continentaispt
dc.subjectMorfometriapt
dc.subjectRegra insularpt
dc.subjectThoropa taophorapt
dc.titleVariação morfológica entre populações insulares e continentais de anuros (amphibia)pt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.identifier.fileDissertação - Juliete Costa de Oliveira.pdf
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campusInstituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF)pt
unifesp.graduateProgramEcologia e Evoluçãopt
unifesp.knowledgeAreaBiodiversidadept
unifesp.researchAreaSistemática, Biogeografia e Diversidade Genéticapt


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record