A Cleópatra de Mankiewicz: o discurso imperialista do século XX e a historiografia acerca da dinastia ptolomaica

Imagem de Miniatura
Data
2016-12-15
Autores
Souza, Renata Soares de [UNIFESP]
Orientadores
Silva, Glaydson Jose da [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Cleopatra was the last queen of Hellenistic Egypt and her life and appearance became mythical in Western culture. Through Egyptomania, in contemporary times, her image remains vivid and has malleable contours in medias such as cinema. In Hollywood, specifically, the representations of the queen evoke signs of the Ancient World from an orientalist perspective of the Orient as mysterious and exotic land, foreign and feminine. Numerous cinematographic productions have dealt with the history of the Egyptian queen,since the beginnings of the cinema. From a panorama of theses representations, the aim of the research is to problematize the films as representations of the past and a mediatic propagandistic element of singular interlocution with the present.
Cleópatra foi a última rainha do Egito helenístico e sua vida e aparência se tornaram míticas na cultura ocidental. Através da egiptomania, na contemporaneidade, sua imagem permanece vívida e possui contornos maleáveis em mídias como o cinema. Em Hollywood, especificamente, a representações da rainha evocam signos do Mundo Antigo a partir de uma perspectiva do Oriente como misterioso e exótico, estrangeiroe feminino. Várias produções cinematográficas lidaram com a história da rainha egípcia desde os primórdios do cinema. A partir de um panorama destas representações, o intuito da pesquisa é problematizar os filmes como representações do passado e um elemento propagandístico midiático de interlocução singular com o presente.
Descrição
Citação
SOUZA, Renata Soares de. A Cleópatra de Mankiewicz: o discurso imperialista do século XX e a historiografia acerca da dinastia ptolomaica. 2016. 129 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2016.
Coleções