Fatores ambientais e a autorregulação emocional deficiente em crianças e/ou adolescentes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade- tdah

Imagem de Miniatura
Data
2015-02-09
Autores
Serra, Lilian Grecu [UNIFESP]
Orientadores
Rizzutti, Sueli [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) is a neurodevelopment disorder of high prevalence that begins in childhood and can continue until adulthood. It is considered a multifactorial disorder whose environmental and genetic factors can be connected directly in their incidence. It is known today that the basis of ADHD falls on the neurobiological nature, genetics and neurochemistry, but the expression of inherited patterns is also modulated by environmental factors through epigenetic processes. Objective: to Investigate and analyze the possible variables related to environmental factors that may contribute effectively to the occurrence of the attention deficit hyperactivity disorder-ADHD. Method: this study used the following instruments: Script of questions, Family-RAF Resource inventory, The Coelho-Savassi Family Risk Scale, Scale of Adverse Events, Self-Report Questionnarie-SRQ-20, Stress Symptoms Inventory for Adult- and Child Behavior Checklist-CBCL. The data obtained were analyzed according to the guidelines of their respective authors; descriptive statistical analysis was used for the characterization of the variables found. Results: The most important adverse events are related to the absence of the father (62%) and mother (58%). The presence of alcohol, drugs and marital brawls have been identified in part of the families studied, as well as a significant number of cases of stress and emotional factors related to parents. The difficulties related to parental support were also found in the present study. There was still a high rate (87%) of emotional self-regulation deficient in children who were evaluated. Conclusion: environmental factors such as: Adversity, lack of family support, family cohesion and parental use of alcohol/drugs by parents, can be directly linked to cases of ADHD. It is possible that episodes of stress and psychiatric problems of parents may be related to deficiency in emotional self-regulation found in children.
O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um transtorno do neurodesenvolvimento de alta prevalência que se inicia na infância podendo continuar até a vida adulta. É considerado um transtorno multifatorial, onde fatores ambientais e genéticos podem estar ligados diretamente para a ocorrência do transtorno. Sabe-se hoje que a base do TDAH é de natureza neurobiológica, genética e neuroquímica, mas que a expressão dos padrões herdados é também modulada por fatores ambientais através de processos epigenéticos. Objetivo: Investigar e analisar as possíveis variáveis relacionadas aos fatores ambientais que podem contribuir efetivamente para a ocorrência do Transtorno do Déficit de Atenção/ hiperatividade - TDAH. Método: Utilizou-se neste estudo os seguintes instrumentos: Roteiro de perguntas direcionadas, RAF- Inventário de Recurso Familiar, Escala de Risco Familiar de Coelho, Escala de Eventos Adversos, SRQ-20 - Self-report Questionnarie - Saúde mental, ISSL- Inventário de Sintomas de Stress para Adultos e CBCL ? Child Behaviour Checklist. Os instrumentos foram corrigidos de acordo com as orientações de seus respectivos autores, utilizou-se análise estatística descritiva para a caracterização das variáveis encontradas. Resultados: Os eventos adversos mais presentes estão relacionados á ausência do pai 62% e mãe 58%. A presença de álcool, droga e brigas conjugais estão presentes em parte das famílias estudadas, como também significativo número de casos de estresse e fatores emocionais relacionados aos Pais. As dificuldades relacionadas ao suporte parental também foram encontradas no presente estudo. Fora observado alto índice (87%) de autorregulação emocional deficiente nas crianças avaliadas. Conclusão: Fatores ambientais como: Adversidade familiar, falta de suporte parental, coesão familiar e o uso de álcool/ drogas pelos pais, estão diretamente ligados aos casos de TDAH. Estresse e problemas psiquiátricos dos pais também estão ligados ao alto índice de autorregulação emocional deficiente encontrado nas crianças.
Descrição
Citação
SERRA, Lilian Grecu. Fatores ambientais e a autorregulação emocional deficiente em crianças e/ou adolescentes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade- tdah. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2015.