Prevalência de doença gengival em adolescentes nascidos pré-termo e a termo

Prevalência de doença gengival em adolescentes nascidos pré-termo e a termo

Author Spezzia, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Kopelman, Benjamin Israel Kopelman Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria
Abstract Objective: To evaluate and compare the prevalence of gingival disease in adolescents born preterm and term and if gingival disease is more prevalent in adolescents who were born weighing less than 1500g. Method: It was a cross-sectional study involving adolescents born preterm and term, between 10 and 19 years old. One group consisted of 120 adolescents born preterm and referred to the Neonatology Clinic of the Department of Pediatrics of UNIFESP. The other group consisted of 149 adolescents born at term and referred to clinic of Adolescent Medicine Sector of the Department of Pediatrics of UNIFESP. Measures of pubertal stages were based on physical examinations.The World Health Organization (WHO) community periodontal index of treatment needs (CPITN) was used to assess levels of periodontal condition and treatment needs. The adolescents were classified into three subgroups, according to Tanner stages that were: before the growth spurt, in growth spurt and after the growth spurt. Four outpatient dentists were trained to perform the examination. Results: There were statistically significant differences in the prevalence of gingival disease comparing the two groups. It was found that the term group presented higher prevalence of gingival disease than the preterm group and this difference was statistically significant (p<0.01). There was no statistically significant difference in the prevalence of gingival disease when comparing the groups of preterm adolescents born at less than 1500g and born at 1500g or more. The group of preterm adolescents showed no significant difference in the prevalence of gingival disease compared to Tanner subgroups, but when evaluating the two groups together it was found that the group of girls after the spurt had 3.7 more risk to present gingival disease. Conclusion: The preterm adolescents had lower prevalence of gingival disease (46,7%), than adolescents born at term (76,9%) in this study. This is a special condition because the adolescents in this study are followed from birth in the neonatology clinic for various health professionals, including dentists; it shows that a well done prevention work is able to reduce significantly the risk of gingival disease, but other reason for this result is that the term sample had more girls after growth spurt. The fact that the girls after the growth spurt at a higher risk of developing gum disease, may be related to higher amounts of circulating estrogen at this stage.

Objetivo: Avaliar e comparar a prevalência de doença gengival em adolescentes nascidos pre?-termo e a termo. Verificar se a doença gengival é mais prevalente nos adolescentes que nasceram com peso menor que 1500 g. Método: Foi feito um estudo transversal envolvendo adolescentes nascidos pré-termo e a termo, entre 10 e 19 anos de idade. Um grupo foi formado de 120 adolescentes nascidos pré-termo e acompanhados no Ambulatório de Neonatologia do Departamento de Pediatria da UNIFESP. O outro grupo foi constituído por 149 adolescentes nascidos a termo e acompanhados no ambulatório do Setor de Medicina do Adolescente do Departamento de Pediatria da UNIFESP. Foram feitos, em ambos os grupos, exames físicos para aferirem os estágios puberais, por médicos dos ambulatórios de Neonatologia e Adolescência. E estes foram divididos em 3 subgrupos de acordo com os estágios de Tanner (antes do estirão, no estirão e depois do estirão). Em relação ao exame odontológico houve a presença de 4 examinadores dentistas treinados e aferidos quanto a testes de concordância de kappa e coeficiente de relação intraclasse. Foi feita a avaliação do índice comunitário de necessidade de tratamento periodontal (CPITN) para avaliação da condição periodontal, e medição do índice de placa (IP) para avaliação da condição de higiene bucal de todos os adolescentes. Resultados: Ao se comparar os adolescentes nascidos pré-termo com os nascidos a termo, verificou-se que o grupo a termo apresentou maior prevalência de doença gengival que o grupo pré-termo e essa diferença foi estatisticamente significante (p<0.01). Não houve diferença estatisticamente significante na prevalência de doença gengival ao se comparar os grupos de adolescentes xv nascidos pré-termo com peso < 1500g e peso ? 1500 g. O grupo de adolescentes nascidos pré-termo não apresentou diferença significante na prevalência de doença gengival em relação aos subgrupos de Tanner, mas ao se avaliar os dois grupos juntos, constatou-se que o grupo de meninas depois do estirão possui risco 3,7 maior de apresentar doença gengival. Conclusão: Os adolescentes nascidos pré-termo apresentaram menor prevalência de doença gengival (46,7%), que os adolescentes nascidos a termo (76,9%). Essa é uma condição especial, pois os adolescentes estudados nessa pesquisa são acompanhados desde o nascimento no ambulatório de neonatologia por diversos profissionais de saúde, inclusive dentistas; isso mostra que um trabalho de prevenção bem realizado é capaz de minimizar de forma significativa os riscos de doenças gengivais. Outro fator que contribuiu para essa diferença, foi o fato da amostra de adolescentes nascidos a termo terem indivíduos mais velhos e com estágios puberais mais avançados do que o grupo com adolescentes nascidos pré-termo. O fato das meninas, depois do estirão apresentarem risco 3,7 vezes maior de desenvolver doença gengival, pode estar relacionado a maior quantidade de estrógeno circulante nessa fase. 1. Adolescente. 2. Gengivite. 3. Prematuro. 4. Puberdade. 5. Higiene bucal.
Keywords adolescent
gengivitis
preterm
puberty
oral hygiene
adolescente
gengivite
prematuro
puberdade
higiene bucal
Language Portuguese
Date 2016-06-20
Published in SPEZZIA, Sergio. Prevalência de doença gengival em adolescentes nascidos pré-termo e a termo. 2016. 108 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 108 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4263742
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46160

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account