Caracterização do uso de Benzodiazepínicos nas Unidades Básicas de Saúde de Cidade Tiradentes, município de São Paulo/SP

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016-01-29
Autores
Bigal, Andre Luiz [UNIFESP]
Orientadores
Carlini, Elisaldo Luiz de Araujo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
The Medicines Benzodiazepines (BZD) are characterized as one of the classes of drugs most consumed in the world and have significant potential risk for abuse and dependence. In Brazil, several studies have shown the use of these drugs in situations that are not characterized as rational use. The aim of this study was to characterize the use and drug user psychoactive benzodiazepines in the public health service in the population of Cidade Tiradentes region of São Paulo. To achieve its goal was used a qualitative approach based on the content analysis methodology. The study was completed by a quantitative descriptive analysis. Semi-structured interviews were applied to prescribers and BZD users. The study was approved by the Ethics and Research Committee of the Federal University of São Paulo and by the Research Ethics Committee of the Municipal Health Secretariat of São Paulo. The most dispensed BZD was Clonazepam 2mg and the total of these medications dispensed in three months added 2.50 DDD / inhabitants / day. Most users were female and over 40 years. Prescribers classified use as not rational and identified abuse and dependence in everyday use. Users reported using the BZD for several years, unaware of the implications of chronic use and even basic information such as indication and duration of treatment.
Os Medicamentos Benzodiazepínicos (BZD) são caracterizados como uma das classes de medicamentos mais consumidas no mundo e possuem significativo potencial de risco para abuso e dependência. No Brasil, diversos estudos demonstram o uso destes medicamentos em situações que não se caracterizam como de “uso racional”. O objetivo desta pesquisa foi caracterizar o uso e o usuário de medicamentos psicoativos benzodiazepínicos no serviço público de saúde na população da região de Cidade Tiradentes do município de São Paulo. Para atingir seu objetivo se utilizou de abordagem qualitativa baseada na metodologia de análise de conteúdo. O estudo foi complementado por uma análise quantitativa descritiva. Entrevistas semiestruturadas foram aplicadas a prescritores e usuários de BZD. A pesquisa foi autorizada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo e pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde da cidade de São Paulo. O BZD mais dispensado foi o Clonazepam 2mg e o total destes medicamentos dispensados no período de três meses somam 2,50 DDD/mil habitantes/dia. A maioria dos usuários foi do sexo feminino e acima dos 40 anos. Os prescritores classificaram o uso como “não racional” e identificaram uso abusivo e dependência no uso cotidiano. Os usuários declararam utilizar os BZD por vários anos, desconhecem as implicações do uso crônico e até informações básicas como indicação e duração do tratamento.
Descrição
Citação
BIGAL, Andre Luiz. Caracterização do uso de Benzodiazepínicos nas Unidades Básicas de Saúde de Cidade Tiradentes, município de São Paulo/SP. 2016. 76 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), 2016.