O conhecimento de pediatras sobre alergia alimentar: estudo piloto

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2007-12-01
Autores
Solé, Dirceu [UNIFESP]
Jacob, Cristina Miuki Abe [UNIFESP]
Pastorino, Antonio Carlos
Porto Neto, Arnaldo
Burns, Dennis Alexander
Sarinho, Emanuel Sávio C.
Prado, Evandro Alves do
Soares, Francisco José P.
Rizzo, Maria Cândida V. [UNIFESP]
Silva, Maria das Graças N. [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To evaluate the knowledge of Brazilian pediatricians about food allergy. METHODS: Data was obtained from a sent back posted written questionnaire. It was filled in by Brazilian pediatricians, affiliated to the Brazilian Society of Pediatrics. Data was transcript to an Excel spread sheet and the frequency of affirmative responses was reported as percentages. RESULTS: Data from 895 written questionnaire of pediatricians from all over Brazil, (mainly from the southeastern region - 61.6%), were analyzed. The main clinical expressions of food allergy determined by the pediatricians were: respiratory, cutaneous and systemic symptoms (equal proportions). According to these pediatricians, cow's milk (98.9%), egg white (58.7%) and peanuts (50.9%) were the main allergens related to food allergy symptoms. Although 74.8% of the responders have indicated food dyes and food additives as associated to food allergies, only 19.4% of them knew the identification code of tartrarzine. CONCLUSIONS: The presented data reinforce the need to improve the pediatricians' knowledge about the diagnosis and treatment of food allergy, in order to assure the use of appropriate diagnostic and treatment criteria.
OBJETIVO: Avaliar o conhecimento de pediatras sobre alergia alimentar. MÉTODOS: Dados obtidos de questionário padronizado, postado e respondido por pediatras filiados à Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Digitação dos dados em planilha Excel e análise de freqüência de respostas afirmativas em porcentagem. RESULTADOS: Foram analisados 895 questionários preenchidos por pediatras de todo o país, com predomínio da região Sudeste (61,6%). Segundo os pediatras entrevistados, as manifestações diagnósticas de alergia alimentar são: respiratórias, cutâneas e sistêmicas, em iguais proporções. Ainda segundo estes pediatras, leite de vaca (98,9%), clara de ovo (58,7%) e amendoim (50,9%) são os principais alimentos associados a essas manifestações. Embora 74,8% dos respondedores tivessem identificados os corantes e aditivos alimentares como responsáveis pela alergia alimentar, apenas 19,4% conheciam o código de identificação da tartrazina. CONCLUSÕES: Os dados apresentados reforçam a necessidade de ampliação dos conhecimentos dos profissionais de saúde sobre o diagnóstico e tratamento da alergia alimentar, com o objetivo de garantir o uso de critérios diagnósticos e terapêuticos mais adequados.
Descrição
Citação
Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 25, n. 4, p. 311-316, 2007.
Coleções