Experimental antegrade enema: effects on water, electrolyte and acid-base balances with different solutions

Imagem de Miniatura
Data
2007-10-01
Autores
Helman, Laura [UNIFESP]
Martins, Jose Luiz [UNIFESP]
Fagundes, Djalma José [UNIFESP]
Esteves, Edward
Lima, Cirilo de Paula
Costa, Álisson de Souza
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PURPOSE: To study the effects on the water, electrolyte, and acid-base balances in rabbits submitted to antegrade enema with different solutions through appendicostomy. METHODS: Forty male New Zealand rabbits were submitted to appendicostomy, and distributed in 4 groups, according to the antegrade enema solution: PEG group, polyethylene glycol electrolyte solution (n=10); ISS group, isotonic saline solution (n=10); GS group, glycerin solution (n=10); SPS group, sodium phosphate solution (n=10). After being weighed, arterial blood gas analysis, red blood count, creatinine and electrolytes were measured at 4 times: preoperatively (T1); day 6 postop, before enema (T2); 4h after enema (T3); and 24h after T3 (T4). RESULTS: In PEG group occurred Na retention after 4h, causing alkalemia, sustained for 24h with HCO3 retention. In ISS group occurred isotonic water retention and hyperchloremic acidosis after 4h, which was partially compensated in 24h. GS group showed metabolic acidosis after 4h, compensated in 24h. In SPS group occurred hypernatremic dehydration, metabolic acidosis in 4h, and hypokalemia, hypocalcemia, hypomagnesemia, and metabolic alkalosis with partially compensated dehydration in 24h. CONCLUSIONS: All solutions used in this study caused minor alterations on water, electrolyte or acid-base balances. The most intense ones were caused by hypertonic sodium phosphate solution (SPS) and isotonic saline solution (ISS) and the least by polyethyleneglycol electrolyte solution (PEG) and glycerin solution 12% (GS).
OBJETIVO: Estudar os efeitos no equilíbrio hídrico, eletrolítico e ácido-base, do enema anterógrado com diferentes soluções em coelhos através de apendicostomia. MÉTODOS: 40 coelhos Nova Zelândia, machos, submetidos a apendicostomia, distribuídos em quatro grupos segundo a solução de enema: grupo PEG (n = 10) solução de polietilenoglicol com eletrólitos; grupo SF (n = 10) solução fisiológica; grupo SG (n = 10) solução glicerinada; grupo FS (n = 10) solução de fosfato de sódio. Realizou-se pesagem, gasometria arterial, série vermelha, creatinina e ionograma, em quatro tempos: TI (pré-operatório); T2 (6o PO antes do enema); T3 (4h após enema); T4 (24h após T3). RESULTADOS: No PEG ocorreu retenção de Na em 4h, com alcalemia por retenção de HCO3, mantida por 24h. No SF ocorreu retenção hídrica isotônica e acidose hiperclorêmica em 4h, resolvidos parcialmente com 24h. No SG ocorreu acidose metabólica hiperclorêmica em 4h, compensada com 24h. No FS ocorreu desidratação hipenatrêmica, acidose metabólica com ânion gap elevado em 4h, hipopotassemia, hipocalcemia, hipomagnesemia e alcalose metabólica com recuperação parcial da desidratação em 24h. CONCLUSÕES: Todas as soluções empregadas neste estudo causam alterações de pouca intensidade no equilíbrio hídrico, eletrolítico ou ácido-base. As mais intensas foram causadas pela solução de fosfato de sódio e solução fisiológica, e as menos intensas pela solução de polietilenoglicol com eletrólitos e solução glicerinada.
Descrição
Citação
Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 22, n. 5, p. 372-378, 2007.