Evidence of association between early alcohol use and risk of later problems

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2007-09-01
Autores
Vieira, Denise Leite [UNIFESP]
Ribeiro, Marcelo [UNIFESP]
Laranjeira, Ronaldo [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVES: To investigate the relationship between age of onset, alcohol consumption patterns and related problems. METHOD: In 2004, one self-administered questionnaire was completed by 1,990 students from the 5th to 11th grades of schools in Paulínia-SP. Data collection was conducted at the classroom without the presence of the teacher. The participation in the study was voluntary and anonymous. RESULTS: Prevalence of lifetime alcohol use was 62.2%. The mean age of first use of alcohol was 12.35 (sd = 2.72) and ranged between 5 and 19 years of age. In 78% of the cases, the first use occurred before the age of 15, and more than 22% of the students reported having tried alcohol before 10 years of age. There were significant differences regarding current pattern of use: those who started earlier consumed more drinks per occasion (p = 0.013) and had more drunkenness episodes in the last 30 days (p = 0.05). A relationship between the age of first alcohol use and the use of tobacco (p = 0.017) and other drugs (p = 0.047) was observed. CONCLUSIONS: Adolescents first use alcohol in early ages, what impacts the current consumption patterns. This study emphasizes the need of actions regarding public alcohol policies in Brazil in order to prevent or delay the initiation of alcohol use and its related problems.
OBJETIVOS: Investigar a relação entre idade de início de uso de álcool, padrão de consumo e problemas relacionados. MÉTODO: Em 2004, um questionário de autopreenchimento foi respondido por 1.990 alunos de 5ª série do ensino fundamental a 3ª série do ensino médio do município de Paulínia-SP. A coleta de dados foi realizada em sala de aula, sem a presença do professor. A participação no estudo era voluntária e anônima. RESULTADOS: A prevalência de uso de álcool na vida foi de 62,2%. A média de idade de primeiro uso de álcool foi de 12,35 (sd = 2,72), variando entre 5 e 19 anos. Em 78% dos casos, o primeiro uso de álcool ocorreu antes dos 15 anos, sendo que mais de 22% dos adolescentes relataram que experimentaram bebida alcoólica antes dos 10 anos. Houve diferenças significantes para padrão de consumo atual: aqueles que começaram mais cedo consumiram mais doses por ocasião (p = 0,013) e tiveram mais episódios de embriaguez nos últimos 30 dias (p = 0,05). Houve associação entre a idade de experimentação do álcool e o uso de tabaco (p = 0,017) e outras drogas (p = 0,047). CONCLUSÕES: Jovens experimentam álcool em idade precoce e isto tem impacto no padrão de consumo atual. Esse artigo enfatiza a necessidade de ações imediatas em relação às políticas públicas do álcool no Brasil para prevenir ou adiar o início do consumo de álcool e problemas relacionados.
Descrição
Citação
Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 29, n. 3, p. 222-227, 2007.
Coleções