Estudo da relação entre a respiração oral e o tipo facial

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2007-08-01
Autores
Bianchini, Ana Paula
Guedes, Zelita Caldeira Ferreira [UNIFESP]
Vieira, Marilena Manno [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Breathing is responsible for facial and cranial morphology development. AIM: investigate in order to see if there is any relationship between oral breathing and facial type. MATERIAL AND METHODS: 119 male and female teenagers, with ages ranging between 15 and 18 years. The sample was separated in two groups: A-50 teenage oral breathers, 28 males and 22 females; and group B- 69 teenage nasal breathers, 37 males and 32 females. The sample was collected at the Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente do Departamento de Pediatria da UNIFESP/ EPM. We evaluated breathing and facial measures. RESULTS: by means of anthropometric indexes we classified facial types and associated them with the person s breathing type, Hypereuriprosopic (Total=0; oral breathers 0%; nasal breathers 0%; Euriprosopic (Total=14; oral breathers 2.52%, nasal breathers 9.24%;Mesoprosope (Total=20; oral breathers 19.32%; nasal breathers 21.01%, Leptoprosopic (Total=37; oral breathers 14.29%; nasal breathers 16.81%; Hyperleptoprosopic (Total =48; oral breathers 5.89% nasal breathers 10.92%). The mesoprosopic facial type was found in 48 teenagers (40.33%) of whom 25 (21.01%) were oral breathers and 23 (19.32%) were nasal breathers. Conclusion: it was not possible to prove the existence of an association between oral breathing and facial type.
A respiração é responsável pelo desenvolvimento da morfologia crânio facial. OBJETIVO: verificar a existência de relação entre respiração oral e tipo facial. MATERIAL E MÉTODO: 119 adolescentes dos sexos masculino e feminino, com idade entre 15 e 18 anos. A amostra foi separada em dois grupos: A-50 adolescentes respiradores orais sendo 28 do sexo masculino e 22 feminino e o grupo B- 69 adolescentes respiradores nasais sendo 37 do sexo masculino e 32 feminino. A amostra foi coletada no Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente do Departamento de Pediatria da UNIFESP/ EPM. Foram realizadas avaliação da respiração e das medidas faciais. RESULTADOS: através do emprego de índices antropométricos foram classificados os tipos faciais e relacionados com o modo respiratório, Hipereuriprósopo (Total=0; respiradores orais 0%; respiradores nasais 0%; Euriprósopo (Total=14; respiradores orais 2.52%, respiradores nasais 9.24%;Mesoprósopo (Total=20; respiradores orais 19.32%; respiradores nasais 21.01%, Leptoprósopo (Total=37; respiradores orais 14.29%; respiradores nasais 16.81%; Hiperleptoprósopo (Total =48; respiradores orais 5.89% respiradores nasais 10.92%). O tipo facial mesoprósopo foi encontrado em 48 adolescentes (40.33%) dos quais 25 (21.01%) eram respiradores orais e 23 (19.32%) eram respiradores nasais. CONCLUSÃO: não foi possível comprovar existência de uma relação entre a respiração oral e o tipo facial.
Descrição
Citação
Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 73, n. 4, p. 500-505, 2007.
Coleções