Redesenho das atividades de enfermagem para redução de erros de medicação em pediatria

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2007-04-01
Autores
Yamanaka, Tatiana Inglez [UNIFESP]
Pereira, Daniela G. [UNIFESP]
Pedreira, Mavilde da Luz Gonçalves [UNIFESP]
Peterlini, Maria Angélica Sorgini [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Quasi-experimental study which aimed to verify the influence of nursing activities redesign in the reduction of medication errors in three pediatrics wards of a university hospital. Types and frequencies of medication errors identified in a study carried through the wards guided the redesign and exerted the function of dependent variable in the assessment of the intervention. To errs identification 556 documents on 77 children's medical charts were analyzed. In 8550 medication doses analyzed, in 1498 (17,5%) errors were evidenced, an inferior ratio (21,1%) of the control study. Globally the intervention generated small changes in medication errors ratio and type, being effective to reduce dose omission (p< 0.0001), medication suspended by physicians and not registered as suspended for the nurses (p<0.0001) and wrong hour (p= 0,0002).
Estudio casi-experimental que verificó influencia de rediseño de actividades de enfermería en la reducción de errores de medicación en tres unidades de pediatría de un hospital universitario. Los tipos y frecuencias de errores de medicación identificados en estudio realizado en las unidades fundamentaran lo rediseño y ejercieron función de variables dependientes en el estudio de la intervención propuesta. Fueron analizadas 556 prescripciones médicas en los documientos hospitalares de 77 niños. Se verificaron 8550 dosis, en 1498(17,5%) se constataron errores, proporción inferior (21,1%) a del estudio control. Globalmente la intervención generó poco cambio en la proporción y en la tipología de los errores de medicación, siendo efectiva para reducir omisión de la dosis (p< 0,0001), medicación suspensa por el médico y no registrada como suspensa por la enfermería (p < 0,0001) y hora errada (p = 0,0002).
Estudo quase-experimental que verificou a influência do redesenho de atividades de enfermagem para a redução de erros de medicação em três unidades de pediatria de um hospital universitário. Os tipos e freqüências de erros de medicação identificados em estudo realizado nas unidades nortearam o redesenho e exerceram função de variáveis dependentes no estudo da intervenção proposta. Foram analisadas 556 prescrições médicas nos prontuários de 77 crianças. Verificaram-se 8550 doses, em 1498 (17,5%) constataram-se erros, proporção inferior (21,1%) a do estudo controle. Globalmente a intervenção gerou pouca mudança na proporção e na tipologia dos erros de medicação, sendo efetiva para reduzir omissão da dose (p<0,0001), medicação suspensa pelo médico e não registrada como suspensa pela enfermagem (p<0,0001) e hora errada (p=0,0002).
Descrição
Citação
Revista Brasileira de Enfermagem. Associação Brasileira de Enfermagem, v. 60, n. 2, p. 190-196, 2007.