O conhecimento das adolescentes sobre questões relacionadas ao sexo

Imagem de Miniatura
Data
2007-02-01
Autores
Romero, Kelencristina Thomaz [UNIFESP]
Medeiros, Élide Helena G. R. [UNIFESP]
Vitalle, Maria Sylvia de Souza [UNIFESP]
Wehba, Jamal [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To evaluate knowledge about sexuality, contraceptive methods and sexually transmitted diseases (STD) by female adolescents from both rural and urban zone attending public school. METHODS: A cross sectional study was made with 506 teenagers, 10 to 16 years old, attending Dr. Roberto Feijó Public School in Guararema, São Paulo. A semi-structured questionnaire with general questions about sexuality, contraceptive methods and STD was administered. The Chi-square test was used to verify the association between variables. RESULTS: Mean age of the girls from the rural zone was13 years and 11 months and from the urban zone age was 13 years and 7 months, with no statistical difference. Of all the girls, 31% came from the rural and 69% from the urban zone. Adolescents from the rural zone looked for more information about sexuality (81.2%) when compared to those from the urban zone (72.2 %) (p<0.0568). Parents were the main source of information for both zones. The condom was the most familiar method in the rural (44%) and the urban (45%) zones (p=0.0022). AIDS was the best known STD by girls from the rural (43%) and urban (39%) zones (p=0.7843). CONCLUSION: Most of the surveyed female adolescents sought information about sexuality, however their knowledge about STD and contraceptive methods was inadequate.
OBJETIVO: Avaliar o conhecimento sobre sexualidade, métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis (DST) entre adolescentes do sexo feminino, das zonas rural e urbana, de uma escola pública. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 506 meninas, com idades entre 10 e 16 anos, da Escola Dr. Roberto Feijó, em Guararema, SP. Utilizou-se questionário semi-estruturado, contendo perguntas gerais sobre sexualidade e métodos de prevenção de gravidez e DST. O teste do Qui-quadrado foi usado para verificar a associação entre as variáveis. RESULTADOS: A média de idade da população adolescente da escola proveniente da área rural foi 13 anos e 11 meses e da área urbana foi 13 anos e 7 meses, não havendo diferença estatística entre as médias. Trinta e um por cento eram provenientes da zona rural e 69% da urbana. As jovens da zona rural buscaram mais informações sobre a sexualidade (81,2%), comparadas com as da zona urbana (72,2 %) (p<0,0568), e a principal fonte de informação foram os pais nas duas regiões. A camisinha foi o método contraceptivo mais conhecido pelas adolescentes em ambas as áreas, 44% a conheciam na zona rural e 45% na urbana (p=0,0022). A Aids é a DST mais conhecida nos dois grupos; 43% das jovens da zona rural e 39% da zona urbana referiram conhecer a doença (p=0,7843). CONCLUSÃO: A maioria das adolescentes buscou informações sobre sexualidade, mas os conhecimentos sobre doenças sexualmente transmissíveis e contracepção são inadequados.
Descrição
Citação
Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 53, n. 1, p. 14-19, 2007.
Coleções