Relação entre fala, tônus e praxia não-verbal do sistema estomatognático em pré-escolares

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2006-12-01
Autores
Farias, Samira Raquel De [UNIFESP]
Ávila, Clara Regina Brandão de [UNIFESP]
Vieira, Marilena Manno [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
BACKGROUND: relationship between speech, tonus and non-verbal praxis. AIM: to verify the relationship between speech, tonus and non-verbal praxis of the stomatognathic system in preschoolers. METHOD: 120 children, with ages between 4:0 and 5:11 years, were assessed. This assessment consisted of an anamnesis and a speech-language evaluation. The anamnesis was carried out with each child and was completed with information obtained through a questionnaire filled out by parents or guardians. The speech-language assessment involved: assessment of tonus (resistance), of mobility (execution of isolated movements), praxis of lips and tongue (repetition of sequential movements) and of speech (picture naming). RESULTS: statistically significant findings were: normal tongue tonus in the group of children with normal praxis (p = 0.003*); tongue with altered tonus in the group of children with altered praxis (p = 0.003*) and normal speech in the group of children with normal praxis (p < 0.001). Other observations were: normal lip tonus in the group of children with normal praxis (p = 0.058); altered speech (omission, substitution and distortion) in the group of children with altered lip tonus (p = 0.149), normal speech in the group of children with normal tongue tonus (p = 0.332); altered speech (omission, substitution and distortion) in the group of children with altered lip praxis (p = 0.241). Differences in speech related to gender or age were not observed in the present study. However, children with ages between 4:0 and 4:11 years presented speech alterations in a higher proportion when compared to children with ages between 5:0 and 5:11 years. CONCLUSION: it was not possible to prove the existence of a relationship between tonus and lip praxis, and between lip praxis and speech. A relationship exists between tonus and non-verbal tongue praxis and also between non-verbal tongue praxis and speech.
TEMA: relação entre fala, tônus e praxia não-verbal. OBJETIVO: verificar a existência de relação entre fala, tônus e praxia não-verbal do sistema estomatognático em pré-escolares. MÉTODO: avaliamos 120 crianças, de 4:0 a 5:11 de idade. Todas foram submetidas à avaliação que constou de anamnese e avaliação fonoaudiológica. A anamnese foi realizada com a própria criança e complementada por informações obtidas por meio de um questionário, respondido por seus pais ou responsáveis. A avaliação fonoaudiológica constou de: avaliação do tônus (resistência), da mobilidade (realização de movimentos isolados), da praxia (repetição de movimentos seqüenciais) de lábios e de língua e da fala (nomeação de figuras). RESULTADOS: os achados estatisticamente significantes foram: tônus de língua normal nas crianças do grupo de praxia normal (p = 0,003*); tônus de língua alterado nas crianças do grupo de praxia alterada (p = 0,003*) e fala normal nas crianças do grupo com praxia normal (p < 0,001). Observamos tônus de lábios normal nas crianças do grupo de praxia normal (p = 0,058), fala alterada (grupo omissão, substituição e distorção) nas crianças do grupo com tônus de lábios alterado (p = 0,149), fala normal nas crianças do grupo com tônus de língua normal (p = 0,332), fala alterada (grupo omissão, substituição e distorção) nas crianças do grupo com praxia de lábios alterada (p = 0,241). Neste estudo não foram observadas diferenças da fala em relação ao sexo ou a idade. Entretanto, as crianças de 4:0 a 4:11 anos apresentaram alterações de fala em maior proporção que as da faixa etária de 5 anos. CONCLUSÃO: não foi possível comprovar a existência de relação entre o tônus e a praxia de lábios, e entre a praxia de lábios e a fala. Constatamos a existência de relação entre o tônus e a praxia não-verbal de língua e também entre a praxia não-verbal de língua e a fala.
Descrição
Citação
Pró-Fono Revista de Atualização Científica. Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda., v. 18, n. 3, p. 267-276, 2006.
Coleções