Manometric and radiographic evaluation of transduodenal sphincteroplasty (papillary dilation) in dogs

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2006-08-01
Autores
Zavadinack Netto, Martin [UNIFESP]
Fagundes, Djalma José [UNIFESP]
Bandeira, César Orlando Peralta [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PURPOSE: To evaluate, in dogs, the functions of biliary sphincter subjected to dilation hydrostatic balloon by the point of view of the radiographic and manometric alterations. METHODS: Twenty dogs were submitted to laparotomy, duodenotomy, and enlargement of the major duodenal papilla- GA(n=10) - with balloon of 8mm inflated with pressure of 0,5atm, during 2 minutes or to the sham procedure - GB(n=10). The computadorized manometry and the cholangiography were done before and immediately after the initial procedure, one and four weeks after the dilation or the sham. It was calculated from the radiographic images: the mean, standard deviation, absolute and percentual variation of the diameter measures of the papilla. It was measured: the basal pressure in the papilla region, the contraction amplitudes and the choledoc pressure in all observation times (t0, t7 and t28). RESULTS: There was not differences in the diameter measures of the papilla in t0 (GA=5,14 +/- 1,1) (GB=4,64 +/-0,9), as well as in the absolute (0,14 mm) or relative (-2,7%) variations. In the animals of GA the papilla basal pressure measure was found to be smaller in t28 (11,1) than in t0 (18,6) and t7 (16,2). The contraction amplitudes measures were significantly smaller in the postoperatory times (post-t0, t7 and t28) when comparing to the initial time (pre-t0), in the animals of groups A and B. The average pressure values in the choledoc were also smaller in t28 (7,5) than in t0 (17,8) and t7 (12,6) in the animals of GA. CONCLUSION: the function of the major duodenal papilla is partially commited with the dilation, therefore it provoked the basal pressure decrease and compromising of the capacity of sphincter in its cyclical contractions up to the 28 days of observation.
OBJETIVO: Avaliar, em cães, a função da papila duodenal maior submetidas à dilatação por balão hidrostático sob o ponto de vista das alterações radiográficas e manométricas. MÉTODOS: Vinte cães foram submetidos a laparotomia, duodenotomia, dilatação da papila maior - GA(n=10) - com balão de 8mm insuflado com pressão de 0,5atm, durante 2 minutos ou ao procedimento simulado - GB(n=10). A manometria computadorizada e a colangiografia foram efetuadas antes e imediatamente após o procedimento inicial, uma e quatro semanas após a dilatação ou a simulação. Foram calculadas à partir das imagens radiográficas: a média, desvio-padrão, mediana, variação absoluta e porcentual das medidas do diâmetro da papila. Foram medidas: a pressão basal na região da papila, a amplitude das contrações e a pressão do colédoco em todos tempos de observação(t0, t7 e t28). RESULTADOS: Não houve diferença nas medidas do diâmetro da papila em t0 (GA=5,14 e DP=1,1) (GB=4,64 e DP=0,9), assim como nas variações absolutas (0,14mm) ou relativas (-2,7%). Nos animais do GA a medida da pressão basal da papila, mostrou-se menor no t28 (11,1) que nos tempos t0 (18,6) e T7 (16,2). As médias das amplitudes de contração foram significantemente inferiores nos tempos pós-operatórios (pós-t0, t7 e t28) em relação ao tempo inicial (pré-t0), nos animais dos grupos A e B. Os valores médios da pressão no colédoco também foram inferiores em t28 (7,5) que nos tempos t0 (17,8) e t7 (12,6) nos animais do GA. CONCLUSÃO: A função da papila duodenal está comprometida parcialmente com a dilatação, pois provocou diminuição da pressão basal e comprometimento da capacidade do esfíncter em suas contrações cíclicas até aos 28 dias de observação.
Descrição
Citação
Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 21, n. 4, p. 230-236, 2006.
Coleções