Mortalidade por câncer em trabalhadores da indústria da borracha de São Paulo

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2006-04-01
Autores
Neves, Hélio
Moncau, José Eduardo Cajado [UNIFESP]
Kaufmann, Paulo Roberto
Wünsch Filho, Victor
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To investigate cancer deaths among rubber industry workers according to company size. METHODS: This historical cohort study included 9,188 male workers, engaged as members of a workers' union in São Paulo, Southeastern Brazil, between 1975 and 1985, alive in January 1990 and followed until the end of 2000. Overall and specific cancer deaths were compared within the cohort, with subjects stratified according to company size and economic activity, sector of work, and worker qualification. Risk set assessment and conditional logistic regression were used to estimate relative risks, adjusted for age, time since first job, and duration of employment in the rubber industry. RESULTS: When compared to employees of larger companies, workers employed in small companies showed greater risk of death due to any type of cancer (RR=2.33, 95% CI: 0.90-6.03), stomach tumors (RR=3.47; 95% CI: 2.57-4.67), and upper aero-digestive tract tumors (RR=2.49; 95% CI: 1.78-3.48). Risk of death was greater among workers employed in maintenance (RR=2.23; 95% CI: 0.73-6.76); expedition, storage and transportation (RR=2.97; 95% CI: 0.77-11.38); and production (RR=3.51; 95% CI: 1.07-11.57), when compared to workers engaged in clerical work and support activities. CONCLUSIONS: Our results provide further evidence for an increased risk of stomach and upper aero-digestive tract tumors - and possibly of all types of cancer - among rubber industry workers employed in small companies when compared to employees of larger companies.
OBJETIVO: Avaliar as mortes por câncer em trabalhadores da indústria da borracha de acordo com o tamanho da empresa. MÉTODOS: Coorte histórica com 9.188 trabalhadores masculinos, matriculados em sindicato de trabalhadores da indústria de borracha do Estado de São Paulo entre 1975 e 1985, sobreviventes em janeiro de 1990 e acompanhados até o final de 2000. As mortes por câncer foram comparadas internamente à coorte, cujos membros foram subdivididos em estratos por porte e sub-ramo da empresa, setor de trabalho e qualificação profissional. A abordagem por conjuntos de risco e regressão logística condicional foi utilizada para o cálculo dos riscos relativos, ajustados por idade, tempo desde o primeiro emprego e tempo de trabalho na indústria da borracha. RESULTADOS: Quando comparados aos empregados de grandes empresas, trabalhadores de pequenas empresas mostraram excesso de mortes por todos tipos de câncer (RR=2,33; IC 95%: 0,90-6,03); tumores de estômago (RR=3,47; IC 95%: 2,57-4,67) e do trato aero-digestivo superior (RR=2,49; IC 95%: 1,78-3,48). Identificou-se excesso de mortes por câncer nos trabalhadores dos setores de manutenção (RR=2,23; IC 95%: 0,73-6,76); expedição, armazenamento e transporte (RR=2,97; IC 95%: 0,77-11,38); e produção (RR=3,51; IC 95%: 1,07-11,57), comparados aos trabalhadores dos setores administrativos. CONCLUSÕES: Os resultados mostram evidências de aumento do risco de tumores de estômago e do trato aero-digestivo superior e, possivelmente, por câncer em geral em trabalhadores de empresas de pequeno porte da indústria da borracha quando comparados aos trabalhadores das grandes empresas.
Descrição
Citação
Revista de Saúde Pública. Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, v. 40, n. 2, p. 271-279, 2006.
Coleções