Avaliação do olho seco no pré e pós-operatório da blefaroplastia

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2006-04-01
Autores
Lima, Carlos Gustavo De Melo Gonçalves De [UNIFESP]
Siqueira, Giordano Bruno [UNIFESP]
Cardoso, Isabel Habeyche [UNIFESP]
Sant'anna, Ana Estela Besteti [UNIFESP]
Osaki, Midori Hentona [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
PURPOSES: To evaluate the importance of objective examinations together with ocular history and orbital and periorbital anatomy, to identifying patients at risk of developing a post-blepharoplasty dry eye complication. METHODS: A prospective study was performed on 29 patients with dermatochalasis that were studied before and three months after blepharoplasty. Changes in ocular symptoms, physical examination and in objective tests, like Schirmer's test, tear film break-up time and rose bengal coloration were evaluated. RESULTS: No statistical significant alteration in results of objective tests, except Schirmer II test, between pre and postoperative period were found. In relation to eyelid anatomy, alterations in palpebral fissure and in excursion of the upper eyelid, that were statistically significant were found after surgery. CONCLUSIONS: It may be stated that palpebral fissure alterations occur frequently in patients submitted to esthetic blepharoplasty. It is also possible to conclude, that in this study, the objective tests for dry eye evaluation, did not demonstrate significant postoperative alterations, except for Schirmer II test.
OBJETIVOS: Avaliar a importância dos exames objetivos, da história ocular, além da anatomia orbitária e periorbitária, na identificação dos pacientes com risco de desenvolver olho seco no pós-operatório da blefaroplastia. MÉTODOS: Realizado estudo prospectivo em 29 pacientes com dermatocálaze, que foram avaliados antes e três meses após a blefaroplastia. Mudanças nos sintomas oculares, no exame físico e nos testes objetivos (teste de Schirmer, tempo de quebra do filme lacrimal e coloração com rosa bengala), foram avaliadas. RESULTADOS: Não foram encontradas alterações estatisticamente significativas nos resultados dos testes objetivos, à exceção do teste de Schirmer II, entre o pré e o pós-operatório. Em relação às modificações na anatomia palpebral, foram observadas alterações na fenda palpebral e na excursão do músculo levantador da pálpebra superior, que foram estatisticamente significativas no pós-operatório. CONCLUSÕES: Podemos afirmar que as modificações da fenda palpebral acontecem com elevada freqüência nos pacientes submetidos à blefaroplastia estética. Pode-se concluir ainda que, no presente estudo, os exames objetivos para a avaliação do olho seco não demonstraram alterações significativas no pós-operatório, à exceção do teste de Schirmer II.
Descrição
Citação
Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 69, n. 2, p. 227-232, 2006.