Estudo do reparo do ferimento de colon com o lado seroso da parede de jejuno, utilizando cianoacrilato e cola de fibrina

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2006-04-01
Autores
Fontes, Carlos Edmundo Rodrigues
Taha, Murched Omar [UNIFESP]
Fagundes, Djalma José [UNIFESP]
Prado Filho, Orlando
Ferreira, Marcos Victor
Mardegan, Marino José
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
BACKGROUND: The present experiment aimed to compare the effect of the use of cyanoacrylate and fibrine glue as adesive on repared colon's wounds with the serosal side of jejuno's wall. METHODS: Forty five male, young adult Wister rats, weighting about 260 g , from the University of Maringá were used.After having been deeply anaesthetized (thiopental was used), the animals underwent a surgery, and a pattern 0,5 cm wound was made, 2 cm away from the cecum, in the caudal location. Group one the wound was repaired by using the jejunal serosal wall and suture.On group two the jejunal serosal wall and fibrine glue was used. Finally on group three the repair was made by using the jejunal serosal wall and cyanoacrylate. The animals were submited to roentgenogram with barium enema on the fourth postoperative day to search for stenosis. On the seventh day, after having been anaesthetized, animals were submited to a laparotomy, segments were collected for both macroscopic and microscopic study. RESULTS: Fibrine glue has shown better result on repair, due to the production of collagen fibres. CONCLUSION: The experiment has come to prove that the wound made on rat's colon can be repaired by the jejunal serosal wall joined to the wound either using the fibrine glue or cyanoacrylate.
OBJETIVO: Comparar o efeito do cianoacrilato e da cola de fibrina como adesivo das bordas do ferimento de cólon reparado com o lado seroso da parede de jejuno. MÉTODO: Foram utilizados 45 ratos wistar adultos jovens, machos , com peso médio de 260 gramas procedentes do Biotério Central da Universidade Estadual de Maringá.Os animais foram submetidos a procedimento operatório sob sedação com thiopental para produção de ferimento pradonizado de 0,5 cm distante caudalmente a 2 cm do ceco que foi reparado no grupo I pelo lado seroso da parede de jejuno e sutura, no grupo II, pelo lado seroso da parede de jejuno e cola de fibrina, e o grupo III pelo lado seroso da parede de jejuno e cianoacrilato. No 4º dia de pós-operatório os animais foram submetidos a um enema opaco, para estudo o de estenose. No 7º dia de pós-operatório os animais foram submetidos a laparotomia sob sedação para estudo macroscópico da cavidade , e coleta dos segmentos que foram processados para análise microscópica. RESULTADOS: A cola de fibrina teve uma tendência de ser melhor reparadora, estimulando a proliferação de fibras de colágeno a partir da borda da ferida. CONCLUSÃO: O experimento demonstrou que o ferimento em cólon de rato pode ser reparado pelo lado seroso da parede de jejuno colado às bordas da ferida por cola de fibrina ou cianoacrilato.
Descrição
Citação
Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 33, n. 2, p. 68-73, 2006.
Coleções