Laser de baixa intensidade na neoformação óssea da sutura palatina mediana após expansão rápida assistida cirurgicamente

Show simple item record

dc.contributor.advisor Pereira, Max Domingues [UNIFESP]
dc.contributor.author Angeletti, Pierangelo [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:48:02Z
dc.date.available 2015-12-06T23:48:02Z
dc.date.issued 2009
dc.identifier.citation ANGELETTI, Pierangelo. Laser de baixa intensidade na neoformação óssea da sutura palatina mediana após expansão rápida assistida cirurgicamente. 2009. 119 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24576
dc.description.abstract INTRODUÇÃO: A expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente e 0 tratamento de escolha para a correção da deficiência transversal da maxila em pacientes adultos. Raros são os estudos de evidência quantitativa do efeito bioestimulante da radiação laser de baixa intensidade por meio da densidade óptica na sutura palatina mediana. OBJETIVO: Avaliar 0 efeito do laser de baixa intensidade na neoformação óssea da porção anterior da sutura palatina mediana, após expansão rápida assistida cirurgicamente. MÉTODOS: Treze pacientes adultos, masculinos e femininos, com idade entre 18 e 33 anos com deficiência transversal da maxila ≥7,0mm, foram submetidos à osteotomia maxilar Lefort I subtotal com liberação da sutura pterigomaxilar. Formaram-se dois grupos: controle (GC) com seis pacientes sem aplicação de laser; e laser (GL) com sete pacientes que receberam laser de Arsenieto-Gálio-Alumínio de l00mW, λ=830nm (infravermelho) sobre três pontos da região anterior da sutura palatina mediana, com E=8,4J, fluência de 140J/cm2 e dose total de E=25,2J e DE=420J/cm2 por sessão. Aplicou-se 0 laser 24 horas após a operação e a cada 48 horas, totalizando oito sessões. Foram obtidas, de cada paciente, radiografias no pré-operatório, 1, 2, 3, 4 e 7 meses do pós-operatório. Foram avaliadas 78 radiografias digitais. Uma área em forma de trapézio, com altura de 15 mm entre as raízes dos incisivos centrais, foi demarcada, em cada imagem radiográfica, para obtenção da densidade óptica. RESULTADOS: As densidades ópticas entre os dois grupos mostraram-se significativamente maior no grupo laser, com 26,3 por cento de neoformação óssea, com variabilidade individual e sem equiparação dos valores do pré-operatório com 0 período final do estudo. CONCLUSAO: o laser de baixa intensidade acelera a neoformação óssea da porção anterior da sutura palatina mediana, após expansão rápida assistida cirurgicamente, porem sem atingir os valores do pré-operatório, no período de sete meses pós-expansão. pt
dc.description.sponsorship Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorship Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent 119 f.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Lasers pt
dc.subject Terapia a laser de baixa intensidade pt
dc.subject Regeneração óssea pt
dc.subject Intensificação de imagem radiográfica pt
dc.subject Técnica de expansão palatina pt
dc.title Laser de baixa intensidade na neoformação óssea da sutura palatina mediana após expansão rápida assistida cirurgicamente pt
dc.title.alternative Low-level laser therapy on bone regeneration in midpalatal suture after surgically assisted rapid maxillary expansion en
dc.type Tese de doutorado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.identifier.file Publico-24576.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Cirurgia translacional – São Paulo



File

Name: Publico-24576.pdf
Size: 17.75Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account