Avanços em enterocolite necrosante

Imagem de Miniatura
Data
2005-03-01
Autores
Oliveira, Nelson Diniz De
Miyoshi, Milton Harumi [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: To evaluate recently reported findings on necrotizing enterocolitis, Paying particular attention to pathogenesis, management and preventative strategies. DATA SOURCES: The articles covered in this report consist of randomized and quasi-randomized trials, case control studies, meta-analyses and reviews published recently. Certain other articles were also included because of their utmost importance to the subject. RESULTS: Necrotizing enterocolitis remains a major cause of morbidity and mortality in preterm infants. Those who are born with intra-uterine-growth retardation are at a several-fold increased risk. Possible pathophysiologic processes beginning in utero and continuing after birth are discussed in this review. Other factors involved in the process are related to the role of arginine and the production of intestinal nitric oxide and the action of epidermal growth factor in the regulation of cell regeneration. Perforated necrotizing enterocolitis is a complex surgical problem; definitive evidence-based guidelines for the best approach are yet to be determined. After surgery, although residual small bowel length and the presence of the ileo-cecal valve remain important predictors of duration of parenteral nutrition in infants, other factors, such as the early use of breast milk or amino acid-based formula, may also play a role in intestinal re-adaptation. Prevention strategies have centered on feeding practices and emerging experiments such as amino acid supplementation, are also discussed. CONCLUSION: Significant results in terms of mortality and morbidity will be achieved through better understanding of necrotizing enterocolitis pathogenesis and clinical and surgical management in addition to the employment of preventative strategies.
OBJETIVO: Avaliar relatos recentes sobre a enterocolite necrosante, com especial interesse na etiopatogenia, manejo e prevenção. FONTE DOS DADOS: Os artigos utilizados nessa revisão consistem em ensaios randomizados ou semi-randomizados, estudos de caso-controle, metanálises e artigos de revisão recentemente publicados. Alguns outros artigos foram selecionados devido à sua importância para o tema. RESULTADOS: A enterocolite necrosante é uma importante causa de morbimortalidade neonatal em prematuros. Entre esses, os nascidos com retardo de crescimento intra-uterino apresentam um risco mais elevado. O processo fisiopatológico inicia-se intra-útero e continua após o nascimento. Entre outros fatores envolvidos na fisiopatologia, estão a ação da arginina na produção do óxido nítrico intestinal e a ação do fator de crescimento epidérmico na regeneração celular. A perfuração intestinal ainda é um problema cirúrgico, e evidências melhores quanto à sua abordagem precisam ser avaliadas. Após a cirurgia, a extensão da alça intestinal remanescente, a preservação da válvula ileocecal, assim como a utilização precoce de leite materno ou solução de aminoácidos, são determinantes na duração da nutrição parenteral e no sucesso da readaptação intestinal. Estratégias preventivas estão centradas nas práticas alimentares e, recentemente, na suplementação de aminoácidos. CONCLUSÃO: Com um melhor entendimento do processo fisiopatológico, do manejo clínico e cirúrgico, assim como das medidas de prevenção, importantes resultados serão alcançados em termos de redução da morbimortalidade conseqüente à enterocolite necrosante.
Descrição
Citação
Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 81, n. 1, p. S16-S22, 2005.
Coleções