Efeitos mnemônicos e atencionais do haloperidol em adultos jovens

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2008
Autores
Guarnieri, Regina Vieira [UNIFESP]
Orientadores
Bueno, Orlando Francisco Amodeo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O haloperidol (4mg), um antagonista dopaminérgico D2 usado como antipsicótico, foi investigado por meio de estudo duplo-cego, randomizado, utilizando dose (mica oral, em sujeitos jovens (n=40), saudáveis, para avaliar o efeito em tarefas cognitivas que envolvem a memória operacional e de longo prazo do tipo episódica. A memória operacional foi avaliada dando ênfase às tarefas que envolvem os processos atencionais, enquanto a episódica o foi por meio da recordação livre de Iistas com 15 palavras, com e sem relacionamento semântico (ex. leite, queijo, manteiga), em que tríades foram inseridas nas posições intermediarias da lista, sendo a recordação feita de forma imediata ou tardia. Na bateria de testes de memória operacional, as diferen9as entre os grupos foram observadas nas tarefas em que havia maior demanda do executivo central, como: geração aleatória de numero (RNG), blocos de Corsi invertido, span invertido, teste de trilhas B, tempo de reação visual com escolha, capacidade de opera98o (COP) e teste de substituição de dígitos por símbolo (DSST). Em relação a memória episódica, o haloperidol diminuiu a recordação total independente do tipo de Iista (com e sem relacionamento) e do tipo de recordação (imediata ou tardia). A análise da Curva de Posição Serial mostrou um rebaixamento geral desta, preservando os efeitos de primazia (exceto nas listas CRI) e recência (quando a recordação foi imediata). Também houve efeito facilitador da recorda980 nas listas que continham palavras semanticamente relacionadas..
Descrição
Citação
GUARNIERI, Regina Vieira. Efeitos mnemônicos e atencionais do haloperidol em adultos jovens. Dissertação (Mestrado em Ciências). São Paulo: Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), 2008. 148 f.