Especificidade da prolil oligopeptidase e novos aspectos sobre a oligopeptidase B de Trypanosoma cruzi e de Trypanosoma brucei

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2007
Autores
Gorrao, Silvia dos Santos [UNIFESP]
Orientadores
Juliano Neto, Luiz [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A Prolil Oligopeptidase (PO) e uma serino-peptidase com atividade pós¬prolina sobre peptídeos. E citos6lica e esta envolvida em desordens do sistema nervoso central. Neste trabalho nós estudamos a especificidade da POwt e sua mutante POC255T. Foram utilizados substratos com fluorescência suprimida, cuja seqüência líder, Abz-GFSPFRQ-EDDnp, derivada da bradicinina, sofreu modificações pontuais nas posições P3, P2, P1', P2' e P3'. Os melhores aminoácidos para a POwt, em cada posição, resultaram na seqüência RRPYIR que e muito similar a seqüência C-terminal da neurotensina. As oligopeptidases B de T. cruz; (OPTc) e de T. bruce; (OPTb) pertencem a familia da PO e têm importante papel na patogenia de tripanossomíases como a doença de Chagas e doença do sono, respectivamente. A OPTc têm sido relacionada ao processo de invasão do T. cruz; na célula hospedeira e a atividade da OPTb esta envolvida na degradação desordenada de peptídeos hormônios no sangue dos pacientes com a doença do sono. A partir de estudos de especificidade foram abordados novos aspectos sobre estas enzimas, no que diz respeito a possíveis mecanismos de interação entre os parasitas que as produzem e as patologias associadas. Para isso utilizamos peptídeos contendo aminoácidos básicos naturais e não naturais e seqüências derivadas de PARs (receptores ativados por proteases). Além disso, compostos orgânicos de Telúrio IV foram testados como inibidores para OPTc e OPTb, como passo inicial para o desenvolvimento de dragas mais adequadas e com menores efeitos colaterais para os pacientes com as tripanossomíases.
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2007. 110 p.