Prevalência de arritmia ventricular e fatores associados em pacientes com doença renal crônica não dialítica.

Prevalência de arritmia ventricular e fatores associados em pacientes com doença renal crônica não dialítica.

Alternative title Prevalence of ventricular arrhythmia and its associated factors in nondialyzed chronic kidney disease patients
Author Bonato, Fabiana Oliveira Bastos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Canziani, Maria Eugênia Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Nefrologia) – São Paulo
Abstract Introdução e objetivos: A morte subita e a causa mais comum de obito entre os pacientes com doenca renal cronica, e ocorre na maior parte das vezes secundariamente a arritmias ventriculares. Neste estudo, o objetivo foi investigar a prevalencia de arritmia ventricular e os fatores associados com sua ocorrencia em pacientes com DRC em fase nao dialitica. Desenho e metodos: Trata-se de um estudo transversal, que avaliou 111 pacientes com doenca renal cronica nao dialitica (TFGe: 34,7 ± 16,1 mL/min por 1,73m², 57 ± 11,4 anos, 60% homens, 24% diabeticos). Arritmia ventricular foi acessada atraves do eletrocardiograma de 24 horas. Hipertrofia ventricular esquerda (ecocardiograma), Monitorizacao Ambulatorial da Pressao Arterial, calcificacao arterial coronariana (tomografia computadorizada de coronarias) e exames laboratoriais tambem foram avaliados. Resultados: Arritmia ventricular foi encontrada em 35% dos pacientes.Pressao arterial nao controlada foi observada em 21% dos pacientes, ausencia de descenso sistolico noturno em 29%, hipertrofia ventricular esquerda em 27%, disfuncao sistolica em 10% e calcificacao arterial coronariana em 49%. Pacientes com arritmia ventricular eram mais velhos (p<0,001), predominantemente homens (p=0,009), tinham TFGe (p=0,03) e hemoglobina (p=0,005) maiores, e iPTH (p = 0,024) e triglicerides (p = 0,011) menores, quando comparados aqueles sem arritmia ventricular. Alem disso, os pacientes com arritmia ventricular apresentavam: indice de massa ventricular esquerda (p=0,002) e escore de calcio em coronarias (p=0,002) maiores, e fracao de ejecao de ventriculo esquerdo menor (p=0,001). Na analise de regressao logistica multipla, idade mais elevada, niveis aumentados de hemoglobina e reducao na fracao de ejecao foram independentemente relacionados a presenca de arritmia ventricular. Conclusoes: Arritmia ventricular e prevalente nos pacientes com doenca renal cronica nao dialitica. Idade, niveis de hemoglobina e fracao de ejecao foram os fatores associados com arritmia ventricular nesta populacao
Keywords Insuficiência Renal Crônica
Arritmias Cardíacas
Doenças Cardiovasculares
Estudos Transversais
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Date 2014
Published in BONATO, Fabiana Oliveira Bastos. Prevalência de arritmia ventricular e fatores associados em pacientes com doença renal crônica não dialítica. 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 97 p.
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23048

Show full item record




File

Name: Tese-14255.pdf
Size: 1.114Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account