Estudo da recuperação das subpopulações de linfócitos T, células NK e células dendríticas após transplante de células progenitoras hematopoéticas.

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2013
Autores
Goncalves, Matheus Vescovi [UNIFESP]
Orientadores
Rodrigues, Celso Arrais [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: O reestabelecimento do sistema imune apos o transplante de celulas progenitoras hematopoeticas (TCPH) e cenario complexo e heterogeneo. Neste contexto, linfocitos T, celulas NK e celulas dendriticas (DC) possuem cineticas proprias de recuperacao e variacoes nesta cinetica podem influenciar a incidencia de complicacoes pos-transplante como infeccoes, recaida e a doenca do enxerto contra o hospedeiro (DECH). Entretanto, ainda nao esta clara a relacao entre o reestabelecimento de subpopulacoes de linfocitos, celulas NK e DCs e os principais desfechos do TCPH. Objetivos: Caracterizar a cinetica de reconstituicao de DCs, celulas NK, linfocitos T e suas subpopulacoes apos o TCPH; Comparar a cinetica de reconstituicao destas populacoes entre receptores de sangue de cordao umbilical e placentario (SCUP) e receptores de TCPH de medula ossea ou de sangue periferico mobilizado (MO ou SP); Analisar o impacto da reconstituicao das subpopulacoes de linfocitos T, celulas NK e DCs nos principais resultados do TCPH. Pacientes e metodos: Linfocitos T (CD3+) e subpopulacoes (CD4+, CD8+, CD4+8+, CD4-8-), celulas NK (CD56+CD3-) e subpopulacoes (NK56++16- e NK56+16+) e DCs [linhagem negativa, HLA-DR+ e: CD123+11C- (DC plasmocitoide-pDC), CD123-11c+16- (DC mieloide-mDC), CD123-11c+16+ (DC derivada de monocitos-moDC)] foram quantificadas por citometria de fluxo multiparametrica no sangue periferico de pacientes submetidos a TCPH em momentos sequenciais: antes do condicionamento, na enxertia, 3, 7, 14 e 21 dias apos a enxertia (p3, p7, p14, p21) e 60, 100 e 180 dias apos o TCPH. Foram incluidos 111 pacientes de 4 centros (65% masculinos, idade mediana de 17 anos, variacao 1-74) recebendo MO (46%), SCUP (32%) SP (22%), a partir de doadores aparentados (18%) ou nao aparentados (82%). O diagnostico mais comum foi leucemia aguda (LMA 36%, LLA 31%). A maioria dos pacientes recebeu condicionamento mieloablativo (60%) e irradiacao corporal total (TBI) em 51% e 40% recebeu deplecao linfocitaria com timoglobulina ou alentuzumabe. A mediana de seguimento foi de 12 meses (variacao 4-35). Resultados: Pacientes que receberam SCUP apresentaram recuperacao mais lenta de todas as subpopulacoes linfocitarias em comparacao aqueles que receberam MO/SP. Receptores de SCUP apresentaram maior quantidade de NK56++16- nos dias p21 do que os receptores de MO/SP (62 celulas/mm3 vs. 27 celulas/mm3, respectivamente, p=0,05), mas com valores comparaveis de NK56+16+. Os valores de moDC nao foram diferentes entre MO/SP e SCUP, enquanto as mDC e pDC tendem a ter recuperacao mais lenta nos receptores de SCUP. A mortalidade nao relacionada a recaida foi significativamente menor em pacientes com contagens mais altas de DCs quando comparados aos com baixas contagens nas primeiras semanas (p21): pDC - 3% vs. 47%, respectivamente (p<0,001), mDC - 15% vs. 34% (p=0,04), moDC 14% vs. 45% (p=0,04) e NK56++16 - 11% vs. 34% (p=0,03). A incidencia cumulativa de DECH aguda tambem foi menor em pacientes com contagens mais altas de DCs nas primeiras semanas (p21): pDC - 24% vs. 60% (p<0,001), mDC - 27% vs. 62% (p=0,003), moDC - 30% vs. 60% (p=0,006), mas nao NK56++16-. Nenhuma das populacoes estudadas interferiu no risco de recaida ou DECH cronica. A fonte celular nao interferiu no risco de mortalidade, recaida ou DECH aguda ou cronica. Conclusoes: Pacientes que receberam SCUP apresentaram recuperacao mais lenta de todas as subpopulacoes linfocitarias e de DCs e maior quantidade de NK56++16- nas primeiras semanas do que receptores de MO/SP. Menores quantidades de pDC, mDC, moDC nas primeiras semanas apos a enxertia estao associadas com maior incidencia de mortalidade nao relacionada a recaida e DECH aguda
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2013. 136 p.
Coleções