Estudo de frequência de 17 marcadores STRs em uma amostra da população brasileira do Estado de São Paulo.

Estudo de frequência de 17 marcadores STRs em uma amostra da população brasileira do Estado de São Paulo.

Alternative title Frequency study of 17 STR markers in a sample of Brazilian population from São Paulo state
Author Sousa, Maria Luiza Almeida Prado Oliveira e Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Iwamura, Edna Sadayo Miazato Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Patologia – São Paulo
Abstract Com os avancos da biologia molecular e genetica humana, a analise de DNA passou a constituir uma importante ferramenta, aprimorando, assim, o processo de identificacao de pessoas. Devido a baixa qualidade e a exiguidade das amostras biologicas que rotineiramente aportam em um laboratorio de DNA forense, a metodologia aplicada e baseada na analise de STR. Por outro lado, amostras provenientes de material biologico em condicoes ruins de conservacao, podem apresentar DNA altamente degradado, em que nao e possivel a utilizacao dos STRs convencionais. A utilizacao de mini-STRs, nesses casos, torna-se importante porque permite a analise de DNA em quantidades minimas de material genetico degradado. Para atender as recomendacoes de aumentar o numero de loci STR presentes no Conjunto Padrao Europeu, foi desenvolvido o sistema de amplificacao PowerPlex® ESX 17 que possui cinco novas regioes polimorficas: D2S441, D10S1248, D22S1045, D1S1656 e D12S391. Este kit permite a co-amplificacao e deteccao fluorescente de 17 loci (16 loci STR e o locus da Amelogenina para classificacao sexual). O sistema inclui os loci D18S51, D21S11, TH01, D3S1358, Amelogenina, D16S539, D2S1338, D1S1656, D10S1248, FGA, D8S1179, vWA, D22S1045, SE33, D19S433, D12S391 e D2S441, distribuidos entre Mini-STR e STR. Nos casos de identificacao utilizando STR, o laboratorio deve possuir uma base de dados de frequencias alelicas propria da populacao a qual presta servicos. Esta base de dados deve ter sido produzida com as mesmas tecnicas utilizadas pelo laboratorio em sua rotina e com a mesma populacao. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi analisar a frequencia alelica de 17 marcadores STR, incluindo as cinco novas regioes polimorficas, atraves do uso do sistema de amplificacao PowerPlex® ESX 17 System (Promega, USA), para que esses dados possam ser aplicados nos calculos estatisticos realizados em testes de identificacao humana e de paternidade a fim de dar forca e credibilidade as informacoes obtidas na analise do DNA das amostras biologicas. Para tanto, foram analisados 1098 amostras de sangue de individuos nao relacionados residentes no Estado de São Paulo. Os dados obtidos nesse estudo demonstraram que, nesta populacao estudada, para um nivel de significancia de 0,0029 (apos correcao de Bonferroni) nao foi observado desvio do equilibrio de Hardy-Weinberg em qualquer um dos STRs analisados. A Heterozigosidade observada variou de 0,7138 (D22S1045) a 0,9283 (SE33). O Poder de Discriminacao foi menor no locus D22S1045 (0,8889) e maior no locus SE33 (0,9924). O Poder de Exclusao variou de 0,4665 (D2S441) a 0,8753 (SE33). O Conteudo de Informacao Polimorfica foi menor no locus D22S1045 (0,6971) e maior no locus SE33 (0,9421). A Probabilidade de Coincidencia variou de 0,0076 (SE33) a 0,1111 (D22S1045). O Indice de Paternidade foi menor no locus D2S441 (1,8121) e maior no locus SE33 (8,1806)
Keywords Humanos
Patologia Legal
DNA
Genética Populacional
Marcadores Biológicos
Humanos
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Date 2013
Published in São Paulo: [s.n.], 2013. 67 p.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 67 p.
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23009

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account