Fatores determinantes do status de vitamina D em pacientes de um ambulatório especializado em osteoporose e sua interferência sobre a absorção intestinal de cálcio

Show simple item record

dc.contributor.advisor Lazaretti-Castro, Marise [UNIFESP]
dc.contributor.author Camargo, Marilia Brasilio Rodrigues [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:46:29Z
dc.date.available 2015-12-06T23:46:29Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2013. 209 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23008
dc.description.abstract Osteoporose e hipovitaminose D, com consequente diminuicao da absorcao intestinal de calcio, afetam idosos e mulheres na pos-menopausa, em particular. Objetivos. Determinar o status de vitamina D e a prevalencia de hipovitaminose D em pacientes com osteoporose em tratamento medico ambulatorial. Verificar os fatores determinantes, modificaveis e nao modificaveis, do status de vitamina D nesta populacao. Avaliar a correlacao entre a concentracao serica de 25-hidroxivitamina D [25(OH)D] e as seguintes variaveis: forca muscular e capacidade funcional. Avaliar a relacao entre status de vitamina D e absorcao intestinal de calcio em mulheres na pos-menopausa. Casuistica e Metodos. Este estudo transversal desenvolveu-se em 2 fases, A e B. Fase A: 363 pacientes acompanhados no Ambulatorio de Doencas do Metabolismo Osseo da Universidade Federal de São Paulo, 343 mulheres na pos-menopausa e 20 homens com mais de 50 anos participaram do estudo. Concentracao serica de 25(OH)D, concentracao serica de paratormonio (PTH), parametros bioquimicos e antropometricos foram obtidos. Avaliou-se a massa ossea e a composicao corporal total dos pacientes atraves de absorciometria de raios X de dupla energia (DXA). O grupo foi avaliado atraves de 2 questionarios: um questionario abordou habitos de vida, habitos alimentares, fototipo de pele, exposicao solar, doencas concomitantes e suplementacao oral de vitamina D3 (doses administradas); o outro questionario avaliou a capacidade funcional dos pacientes (the Health Assessment Questionnaire Disability Index, HAQ-DI). Forca muscular de membros inferiores e superiores foram avaliadas atraves de dinamometros portateis. Os metodos a seguir foram utilizados nas analises estatisticas: correlacao de Pearson, regressao logistica e arvore de decisao. Fase B: 50 mulheres na pos-menopausa participaram desta fase do estudo. As voluntarias foram agrupadas de acordo com a sua concentracao serica de 25(OH)D: grupo de deficientes (DEF), 25(OH)D serica <50 nmol/L (20 ng/mL) e grupo de suficientes (SUF), 25(OH)D serica &#8805;75 nmol/L (30 ng/mL). Entao, as pacientes foram submetidas ao teste de sobrecarga oral de estroncio para a avaliacao da absorcao intestinal de calcio (Abs-Ca). Na manha do dia da realizacao do teste, amostras de sangue, em jejum, foram coletadas de todas as participantes para a avaliacao da concentracao basal de estroncio e de parametros hormonais e bioquimicos. A dose padrao de 1000 mg de ranelato de estroncio foi, entao, administrada via oral. As participantes permaneceram em jejum durante todo o teste. Para determinar a concentracao de estroncio, amostras de sangue foram coletadas aos 30, 60, 120 e 240 minutos. Abs-Ca foi indiretamente expressa como a area sob a curva da concentracao de estroncio no soro (AUC). Analise de variancia (ANOVA) com medidas repetidas foi utilizada para determinar as diferencas entre os grupos. Correlacao de Pearson e analise de regressao linear multipla foram utilizadas para estudar a associacao entre as variaveis. Resultados. Os resultados serao apresentados de acordo com as fases do estudo. Fase A: A media de idade da amostra como um todo foi de 67,9 ± 8,6 anos e a media da concentracao de 25(OH)D foi de 24,8 ng/mL (62 nmol/L). A prevalencia de um status de vitamina D inadequado (<30 ng/mL, <75 nmol/L) foi elevada (73,3%). A concentracao serica de 25(OH)D correlacionou-se positivamente com a densidade mineral ossea de colo de femur e com a densidade mineral ossea de corpo total. A concentracao serica de 25(OH)D correlacionou-se negativamente com a concentracao de PTH. A concentracao serica de 25(OH)D nao se correlacionou com capacidade fisica e forca muscular. Nas analises multivariadas, a dose da suplementacao de vitamina D3 (colecalciferol), pratica regular de atividade fisica e o mes da coleta de sangue (setembro) associaram-se a um melhor status de vitamina D. Fase B: As concentracoes sericas medias de 25(OH)D e de 1,25-di-hidroxivitamina D [1,25(OH)2D] diferiram entre os grupos (SUF vs. DEF): 98,7 ± 18,2 nmol/L vs. 38,4 ± 8,5 nmol/L (p <0,001) e 36,2 ± 10,2 pg/mL vs. 24,9 ± 4,6 pg/mL (p <0,001), respectivamente. Nao houve diferencas estatisticamente significativas entre os grupos com relacao as variaveis a seguir: PTH e AUC. Somente 1,25-di-hidroxivitamina D influenciou a absorcao de estroncio nas ultimas 2 horas do teste. Conclusoes. Atividade fisica regular, mes da coleta de sangue e dose de vitamina D3 foram determinantes do status de vitamina D na populacao estudada. Nesta populacao de pacientes em tratamento para osteoporose, a dose semanal de 7.000 UI de vitamina D3 nao parece ser suficiente para manter a concentracao serica de 25(OH)D &#8805;30 ng/mL (75 nmol/L). O status de vitamina D nao influenciou a Abs-Ca na populacao estudada pt
dc.format.extent 209 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Humanos pt
dc.subject Vitamina D pt
dc.subject Colecalciferol pt
dc.subject Exercício pt
dc.subject Cálcio pt
dc.subject Absorção Intestinal pt
dc.subject Estrôncio pt
dc.title Fatores determinantes do status de vitamina D em pacientes de um ambulatório especializado em osteoporose e sua interferência sobre a absorção intestinal de cálcio pt
dc.title.alternative The determinants of vitamin D status in patients of a specialized outpatient clinic for osteoporosis and its interference with the intestinal calcium absorption en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-4060315274258.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account