Avaliacao das caracteristicas biologicas e biomecanicas da matriz descelularizada de glande humana

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012
Autores
Egydio, Fernanda de Mattos [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Avaliar a integracao de celulas-tronco mesenquimais nao autologas a matrizes descelularizadas de glande humana apos observar se o processo de descelularizacao da glande altera suas caracteristicas biologicas e biomecanicas. Metodos: Amostras de matrizes de glande de penis de doadores de tecidos para transplante foram submetidas a um processo de descelularizacao utilizando solucao de Triton X-100 a 1% com hidroxido de amonio a 0,1% a 4°C, para remocao dos fosfolipidios da membrana plasmatica. Fragmentos da glande descelularizada foram fixados por imersao em formol tamponado a 10% e embebidos em parafina. Foram realizados cortes de 5μm, corados com Hematoxilina-Eosina (HE), e analisados para comprovar a completa acelularidade da matriz descelularizada. A matriz extracelular da glande foi avaliada apos o processo de descelularizacao, analisando a preservacao das fibras colagenas (colageno tipo I) e do arcabouco das fibras musculares, pela coloracao de Tricromico de Masson, e do colageno tipo III e das fibras elasticas, pela coloracao de Verhoff-Van Gieson. As matrizes foram cortadas sob camara de fluxo laminar em fragmentos medindo 0,25 cm2 para semeadura de celulas-tronco mesenquimais, e 0,75 cm2 para realizacao dos testes biomecanicos. Os testes de citotoxicidade foram realizados para detectar o potencial de producao de efeitos letais as celulas 3T3. Utilizouse o teste por contato direto em que uma determinada quantidade do material e colocada diretamente sobre uma monocamada subconfluente de fibroblastos de derme de camundongo 3T3, previamente semeadas em placas de 96 pocos, na densidade de 1x103 celulas por poco e recobertas por meio de cultura. Para a avaliacao da biocompatibilidade das matrizes descelularizadas de glande foram realizados os seguintes testes: Atividade Metabolica da Mitocondria, Atividade Lisossomal, e quantificacao do material genetico. Antes de iniciar os testes, as placas de 96 pocos foram incubadas durante 24 horas com meio de cultura DMEM suplementado a 1% de SBF. Foram realizados testes de biocompatibilidade para avaliacao das interacoes citotoxicas e nao citotoxicas das matrizes com as celulas 3T3 nos intervalos de tempo de 24, 48 e 72 horas. As matrizes de glande foram semeadas com celulas-tronco mesenquimais obtidas de ratos Wistar, e mantidas em cultura durante 7, 14 e 28 dias. Apos os periodos de cultivo as matrizes de glande semeadas foram avaliadas em relacao a integracao e viabilidade das celulas-tronco mesenquimais as matrizes de glande. Testes biomecanicos no tecido nativo, matriz descelularizada e celularizada com celulastronco mesenquimais foram realizados para a caracterizacao de suas propriedades biomecanicas. Resultados: Houve a preservacao da arquitetura tecidual da matriz de glande descelularizada, assim como a manutencao de suas propriedades biologicas e biomecanicas. As analises das matrizes de glande semeadas com celulas-tronco mesenquimais da medula ossea de ratos revelaram a integracao destas celulas as matrizes, e sua viabilidade oin vitroo por duas semanas. Conclusao: Matrizes extracelulares obtidas de glande de cadaveres humanos foram capazes de manter suas propriedades biologicas e biomecanicas, e quando semeadas com celulas-tronco mesenquimais obtidas da medula ossea de ratos mantiveram sua vitalidade oin vitroo durante 14 dias
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2012. 96 p.
Coleções