Células tronco de polpa dentária humana no tratamento da aterosclerose induzida em coelhos com dieta rica em colesterol

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2013
Autores
Castanheira, Jessica de Oliveira Lara [UNIFESP]
Orientadores
Kerkis, Irina [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A aterosclerose e caracterizada pela presenca de lesoes na camada intima denominadas ateromas, que formam protuberancias no lumen dos vasos e enfraquecer a camada media subjacente. A utilizacao de celulas progenitoras endoteliais (CPE) intrinsecas e extrinsecas sao um possivel tratamento para reparacao vascular e regeneracao. As celulas tronco mesenquimais (CTM) mostraram-se vantajosas em relacao as CPE devido as suas propriedades regenerativas e paracrinas e, no entanto, tem sido pouco explorada nesta doenca como uma possivel ferramenta terapeutica. Objetivos: Este estudo teve como objetivo avaliar a capacidade das celulas tronco imaturas de polpa dentaria humana (CTiPDh) de interferir no contexto morfo-patologico de lesoes ateroscleroticas induzidas em coelhos com dieta 1% de colesterol. Metodos: 14 coelhos da raca Nova Zelandia foram divididos em dois grupos: A) Terapia u transplante de hIDPSC; B) Controle - solucao placebo. Cada grupo foi separado em dois bracos: 1) Dieta 1% colesterol; 2) Dieta padrao. Apos 30 dias da respectiva dieta, 2x106 hIDPSC foram transplantadas via endovenosa em aplicacoes semanais nos animais A1 e A2, enquanto que os animais B1 e B2 receberam apenas solucao salina. Os coelhos foram eutanasiados no dia 60 do experimento, uma semana apos o quarto transplante. A enxertia das CTiPDh na camada intima espessada foi detectada utilizando anticorpos anti-nucleo humano (ANH) e anti-CTiPDh pelas tecnicas de citometria de fluxo e imuno-histoquimica. O potencial efeito das CTiPDh nas lesoes da camada intima do arco aortico foi avaliado utilizando anti-corpos contra o CD34 humano (marcador de CPE) e contra o CD63 e o CD14 (marcadores de macrofagos). A expressao do colagenio I tambem foi investigada, assim como a expressao das proteinas vimentina, desmina e alfa-actina. Resultados: As CTiPDh demonstraram migracao expressiva com robusta enxertia na camada intima do arco aortico em animais A1, em comparacao com os animais B1 (ANH: ≅ 39,6%; anti-CTiPDh: ≅ 26,7%). Inesperadamente, foi detectado um elevado numero de celulas imunopositivas para CD34 humano (≅ 23,6%). Por outro lado, uma grande quantidade de celulas foi imunopositivas para marcadores de macrofagos (CD63 e CD14: ≅ 65,2%). A producao expressiva de colageno I foi evidenciada na intima espessada dos animais A1 (≅ 41,2%) quando comparada as de animais de outros grupos. Vimentina e alfa-actina tiveram uma maior expressao nos animais A1 comparada aos animais B1, enquanto a desmina foi pouco expressada nestes grupos. Todas as proteinas foram negativass em animais com dieta padrao (A2 e B2). Conclusao: Os nossos dados sugerem que CTiPDh mostraram um tropismo para o arco aortico lesionado, apresentando robusta enxertia no local da inflamacao. A expressao de CD34 pelas CTiPDh parece ser bom sinal, indicando uma possivel contribuicao destas celulas na reparacao endotelial; assim como a expressao de colagenio I, uma vez que uma placa aterosclerotica mais firme pode prevenir a trombose a acontecer. O papel dos macrofagos precisa ser melhor compreendido. As proteinas alfa actina, desmina e vimentina expressaram como esperado nas aortas dos animais alimentados com dieta 1% colesterol, indicando que aqueles que receberam o transplante de CTiPDh (A1) foram menos afetados que os que recebera somente a solucao placebo(B1)
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2013. 92 p.