Efeitos do tratamento interdisciplinar da obesidade sobre a espessura da íntima-média carotídea e marcadores inflamatórios em adolescentes com obesidade associada a comorbidades

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012
Autores
Sanches, Priscila de Lima [UNIFESP]
Orientadores
Dâmaso, Ana Raimunda [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: O desenvolvimento da aterosclerose em nivel endotelial pode iniciar-se em idades precoces e parece estar associado a obesidade e suas comorbidades. Objetivos: Verificar os efeitos do tratamento interdisciplinar da obesidade sobre a espessura da intima-media carotidea (EIMc) e marcadores inflamatorios em adolescentes com obesidade associada a resistencia insulinica (RI), esteatose hepatica nao-alcoolica (EHNA) e hiperleptinemia (HL). Metodos: Adolescentes pos-puberes com obesidade foram recrutados e submetidos a um ano de tratamento composto por terapia clinica, nutricional, psicologica, fisioterapeutica e treinamento fisico. O grupo foi analisado de acordo com a presenca ou ausencia de RI, EHNA ou HL. A composicao corporal foi avaliada pela pletismografia por deslocamento de ar, enquanto a EIMc, o tecido adiposo visceral e subcutaneo e a presenca de EHNA foram determinados por ultrassonografia. Glicemia, insulinemia, perfil lipidico e as concentracoes de adipocinas [leptina, adiponectina, e inibidor do ativador do plasminogenio-1 (PAI-1)] foram analisados antes e apos o tratamento. A RI foi avaliada pelo calculo do HOMA-IR e do HOMA-AD. Resultados: Todos os grupos apresentaram reducoes significativas na massa corporal total, massa de gordura corporal, gordura visceral e EIMc, alem de aumento significativo nos valores do QUICKI e reducoes significativas nos valores do HOMA-IR e HOMA-AD. O grupo com RI apresentou valores significativamente maiores da EIMc ao final do tratamento do que seus pares sem RI. Apenas o grupo sem EHNA apresentou reducao significativa da razao LDL-c/HDL-c e aumento nas concentracoes plasmaticas de HDL-c. Houve reducao significativa de leptina e PAI-1, com concomitante aumento na concentracao de adiponectina nos grupos com RI e EHNA. No grupo com HL, houve reducao significativa na concentracao de leptina, mas nao houve aumento de adiponectina apos o tratamento interdisciplinar. A EIMc correlacionou-se positivamente com HOMA-IR e HOMA-AD nos grupos com EHNA e HL, respectivamente. Conclusoes: Um ano de tratamento interdisciplinar da obesidade contribuiu para reducao significativa da EIMc e melhora da composicao corporal e da sensibilidade insulinica de adolescentes com obesidade, independente da presenca de RI, EHNA ou HL, embora a EHNA e a HL possam parcialmente prejudicar a melhora do perfil lipidico aterogenico e atenuacao da inflamacao, respectivamente. Porem, o grupo com RI apresentou EIMc significativamente maior apos a terapia do que seus pares sem RI, enquanto os grupos com EHNA e com HL apresentaram correlacao positiva da EIMc com marcadores de RI, sugerindo que esta alteracao possa ser o link entre as comorbidades associadas a obesidade aqui estudadas e o desenvolvimento subclinico precoce de aterosclerose
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2012. 162 p.