Corpo, Saúde e trabalho em motoristas do transporte coletivo de Goiania

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012
Autores
Lemos, Gardenia de Souza Furtado [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O objetivo deste estudo foi investigar a relacao trabalho e corpo em motoristas do transporte coletivo na cidade de Goiania. As multifacetas do fenomeno transito e transporte nas grandes cidades afeta particularmente os trabalhadores desse campo. Para alcancar o proposto, que consistiu em analisar como os motoristas compreendem o afetar mutuo entre seus corpos u entendidos aqui como socialmente construidos u e o trabalho foi realizada pesquisa qualitativa e aproximacao etnografica com esses profissionais. Categorias surgidas empiricamente como: corpo, corporalidade, trabalho e Saúde/doenca foram discutidas sob aporte socioantropologico e priorizaram-se as narrativas dos interlocutores com o objetivo de acessar um conhecimento que lhes e expresso pelo corpo e acessivel por experiencias corporais. Os ruidos, os odores, os contatos com outras pessoas, o ir-e-vir, os cuidados ou a falta de cuidados com o proprio corpo (posturas inadequadas, ma alimentacao, pouca hidratacao, sono irregular, pouco descanso, falta de protecao solar, etc.) constroem um saber adquirido no corpo ou encarnado, para o qual este estudo pretendeu chamar a atencao. Os olhares, as posturas, as tecnicas corporais, o vestuario (uniforme) fazem parte da inscricao dessas pessoas na categoria motoristas do transporte coletivo de Goiania e regiao metropolitana. Alem de evidenciar algumas formulacoes corporificadas pelos interlocutores, a consolidacao desta pesquisa pretende alertar para a importancia da realizacao de estudos e pesquisas, que possibilitem municiar estrategias e politicas publicas de mobilidade e Saúde que incluam o trabalhador motorista do transporte coletivo publico
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2012. 210 p.
Coleções