Implantação da educação permanente em saúde no serviço de atendimento móvel de urgência na microrregião de Juazeiro/BA: necessidades e desafios

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2011
Autores
Coelho, Gloria Maria Pinto [UNIFESP]
Orientadores
Abib, Simone de Campos Vieira [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Analisar a situacao atual, as necessidades e os desafios em relacao aos profissionais do Servico de Atendimento Movel de Urgencia Regional Juazeiro/BA, frente aos processos educativos propostos pelo servico. Metodos: Consta de pesquisa de natureza quanti-qualitativa, exploratoria e descritiva. O locus do estudo foi o Servico de Atendimento Movel de Urgencia Regional de Juazeiro-Bahia. Participaram da amostra medicos, enfermeiros e tecnicos de enfermagem que atuam na assistencia. Esses responderam a uma entrevista com perguntas estruturadas e semiestruturadas. A interpretacao dos dados quantitativos foi realizada por meio da estatistica descritiva ados dados qualitativos, optou-se pela Analise de Conteudo de Bardin. O anonimato dos participantes foi mantido pela adocao de pseudonimo numerico, respeitando-se a Resolucao 196/96 do Conselho Nacional de Saúde. Resultados: O grupo entrevistado tem, em sua maioria, mais de trinta anos, sao do sexo feminino, experiencia de um a cinco anos na area pre-hospitalar e 70% com vinculo empregaticio que nao garante osdireitos trabalhistas e previdenciarios. Grande parte dos profissionais tem curso em Suporte Basico e Suporte Avancado de Vida; no entanto, nenhum deles possui o Prehospital Trauma Life Suporte. Os entrevistad s reconhecem a importancia do processo educativo e registra a dicotomia entre a teoria e a pratica. Consideram que a educacao no servico se destina a atualizar e qualificar os trabalhadores do setor, frente a evolucao tecnologica e cientifica. Porem, nao reconhecem o Nucleo de Educacao em Urgencia como dispositivo formador. Acrescentam que as qualificacoes, que ocorreram fora do Servico de Atendimento Movel de Urgencia, se articulam com as necessidades do servico, contribuindo para a pratica profissional. Os profissionais do Servico de Atendimento Movel de Urgencia Regional mostram-se interessados para a efetivacao do Nucleo de Educacao em Urgencias; porem, carecem de participacao mais ativa no processo. Contudo, fatores limitam a implantacao de metodologias ativas: vinculos empregaticios instaveis e remuneracao salarial incompativel com a carga horaria trabalhada, sobrecarga de trabalho, desmotivacao e falta de tempo para estudos e grupos de discussao, como tambem, material e equipamento para momentos de pratica. A participacao dos servidores e identificacao/contratacao de profissionais com perfil adequado para atuar em grupo. Como desafio, teriamos a participacao dos servidores e identificacao/contratacao de profissionais com perfil adequado para atuar em grupo numa perspectiva de rede regional que se constituem um desafio. Conclusao: Nao ha um programa de educacao permanente em Saúde implantado no Servico de Atendimento Movel de Urgencia Regional Juazeiro/Bahia. Tanto o Nucleo de Educacao em Urgencias como a Educacao Permanente em Saúde sao mecanismos recentes, que precisam ser discutidos e construidos por toda a equipe que integra o servico pre-hospitalar movel
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2011. 87 p.