Impacto de programa de educação continuada na qualidade da assistência oferecida pela fisioterapia intensiva

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012-10-31
Autores
Pinto, Walkyria de Araujo Macedo [UNIFESP]
Orientadores
Machado, Flávia Ribeiro [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O fisioterapeuta integra a equipe multiprofissional em terapia intensiva, realizando diagnósticos cinesiofuncionais e procedimentos aplicáveis ao paciente crítico como assistência ventilatória, monitoração respiratória, atenção a distúrbios osteomusculares, neurológicos, metabólicos e cardiovasculares, além da prevenção e tratamento dos efeitos do repouso prolongado no leito. Entretanto, ainda existe ampla variabilidade na prática assistencial e não padronização de indicadores de qualidade específicos para fisioterapia intensiva. Esse estudo do tipo antes-depois teve por objetivos mensurar a qualidade da assistência da fisioterapia por meio de 15 indicadores e da ocorrência de eventos sentinelas, avaliando também o impacto da implementação de protocolos assistenciais e treinamento de profissionais. Os percentuais de adesão aos indicadores foram avaliados durante um mês antes da intervenção, que consistia na padronização de processos através de protocolos assistenciais e qualificação da equipe (treinamento, material de apoio e feedback individual para as situações de não conformidade). Os indicadores foram reavaliados após seis meses da intervenção com resultados expressos em percentagem e comparações realizadas através de teste de chi quadrado, sendo considerados significativos se p<0.05. Foram avaliados 89 pacientes (48 no grupo pré-intervenção e 41 no grupo pós-intervenção), sendo registradas 1246 e 1191 observações, respectivamente. Entre os indicadores relacionados à população global, houve melhora significativa no registro do controle radiográfico, das decisões da visita multiprofissional, da passagem de plantão e melhor adesão às condutas definidas na visita multiprofissional. Dos indicadores relacionados à população sob ventilação mecânica, obtidos por observação direta no leito, houve melhora significativa da adesão ao volume corrente entre 6-8 ml/Kg de peso predito pela altura, à pressão de platô, ao ajuste correto de alarmes da ventilação mecânica, ao controle da umidificação da ventilação mecânica, à troca de equipos da ventilação mecânica e à fixação da cânula orotraqueal. Dentre os indicadores de ventilação mecânica coletados por meio dos registros da fisioterapia, houve melhora significativa da adesão ao registro do volume corrente e da pressão do balonete. Houve redução significativa do número de eventos sentinelas. Não houve diferença significativa entre os grupos na mortalidade em UTI, tempo de internação, tempo de ventilação mecânica e tempo livre da ventilação mecânica em 28 dias. O presente estudo mostrou que é possível mensurar a qualidade da assistência da fisioterapia por meio de indicadores de qualidade e da ocorrência de eventos sentinelas. A implementação de protocolos assistenciais e treinamento dos profissionais é capaz de melhorar o desempenho da equipe.
The multidisciplinary team in intensive care includes physiotherapists, whom are responsible to perform diagnoses and procedures for critically ill patients such as ventilation, respiratory monitoring and assessment of musculoskeletal, neurological, metabolic and cardiovascular diseases, as well as the prevention and treatment of the prolonged immobility effects. However, there is still large variability in care and no standardized quality indicators specific to intensive physiotherapy. This before-after study aimed to assess the quality of physiotherapy care through 15 indicators and the occurrence of adverse events. It also aimed to evaluate the impact of the implementation of treatment protocols and healthcare team training in the quality of care provided. The compliance to these 15 quality indicators was measured over a month before the intervention, which consisted in standardizing processes through the implementation of treatment protocols and staff qualification (training, support material and individual feedback in non-compliance situations). The indicators were reassessed after 6 months of intervention. The results were expressed as percentage, comparisons were made using chi-square test and considered significant if p <0.05. We evaluated 89 patients (48 in the pre-intervention group and 41 in the post-intervention group) and recorded 1246 and 1191 observations, respectively. Among the indicators related to the global population, there was a significant improvement in radiographic control registry, shift and multiprofessional visits decisions registry as well as compliance to this decisions. In the patients under mechanical ventilation, there was a significant improvement in the compliance to tidal volume between 6-8ml/Kg of predicted body weight, plateau pressure <30 cmH2O, correct setting of mechanical ventilation alarms, mechanical ventilation humidification control, exchange of humidification lines and orotracheal tube fixation, all indicators obtained by direct observation at bedside. Among the indicators collected through the physiotherapy records, there was a significant improvement in compliance to adequate registry of tidal volume and cuff pressure. We found a significant reduction in adverse events rate. There was no significant difference between groups in mortality, length of hospitalization, duration of mechanical ventilation and ventilator-free days. We conclude that it is feasible to measure the quality of physiotherapy care through these indicators and the occurrence of adverse events. The implementation of treatment protocols and training programs can improve team performance.
Descrição
Citação
PINTO, Walkyria de Araujo Macedo. Impacto de programa de educação continuada na qualidade da assistência oferecida pela fisioterapia intensiva. São Paulo, 2012. 88 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Translacional) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2012.