Padrão alimentar e estado nutricional em crianças com paralisia cerebral

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012
Autores
Lopes, Patrícia Ayrosa Celino [UNIFESP]
Orientadores
Amâncio, Olga Maria Silvério [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: avaliar o padrao alimentar e o estado nutricional de criancas com paralisia cerebral. Metodos: estudo transversal com 90 criancas de 2 a 12,8 anos de idade, com os tipos de paralisia erebral, hemiplegia, diplegia e tetraplegia, atendidas pelo Centro de Reabilitacao de Deficientes Fisicos e Mentais do Municipio de Santos/SP. O estado nutricional foi avaliado por meio dos dados de peso, altura e idade. Para o consumo alimentar, foi realizado o Recordatorio de 24horas e o Questionario de Frequenciam Alimentar. Foram avaliados capacidade de mastigar e/ou deglutir, habito intestinal e pratica de atividade fisica. Resultados: No grupo de 2 a 3 anos a media de inGestão energetica estava de acordo com a recomendacao, na faixa de 4 a 6 anos os grupos hemiplegia e tetraplegia apresentaram medias abaixo do limite inferior da recomendacao. O grupo como um todo apresentou padrao dietetico baixo em carboidratos, adequado em proteina e alto em lipidios. O grupo tetraplegia apresentou maior prevalencia de dificuldade para mastigacao (41%) e para degluticao (12,8%), contra, respectivamente, 14,5% e 6,6% das criancas com hemiplegia. Observou-se que a maioria das criancas de cada tipo de paralisia cerebral apresentavam habito intestinal diario. Todas as criancas estudadas tinham atividade fisica leve, enquanto que atividade moderada nao era praticada por nenhuma crianca do grupo tetraplegia, que tambem apresentou para a relacao estatura/idade escore Z de -2,14, significantemente menor em relacao ao grupo hemiplegia, escore Z de -1,05 (P= 0,003). Conclusao: as criancas apresentam padrao alimentar inadequado, estado nutricional comprometido, principalmente a estatura. A tetraplegia impoe dificuldade de mastigacao/degluticao e incapacidade para atividade fisica moderada
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2012. 168 p.