Show simple item record

dc.contributor.advisorWafae, Nader [UNIFESP]
dc.contributor.authorFernandes, Geraldo Jose Medeiros [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:05:10Z
dc.date.available2015-12-06T23:05:10Z
dc.date.issued1999
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 1999. 101 p.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20307
dc.description.abstractOs eventos exatos que envolvem o processo de migraçäo testicular em seres humanos ainda näo säo totalmente conhecidos. A maioria dos autores aponta o descenso testicular mais tardio à direita como um dos fatores principais na gênese da hérnia inguinal indireta congênita, conferindo ao gubernaculum testis um papel relevante neste processo. Devido às lacunas na literatura, estudamos o gubernaculum testis em fetos com idade gestacional seriada, analisando sua morfologia e as alteraçöes estruturais durante o crescimento fetal, interessando-nos principalmente as diferenças antiméricas. Utilizamos 26 fetos humanos divididos em três grupos (A, B e C), por idade gestacional (6, 7 e 8 meses), totalizando 52 gubernacula testorum, direitos e esquerdos. Macroscopicamente, avaliamos a forma e tamanho e medimos as suas distâncias até o promontório sacral. Microscopicamente, pesquisamos os tecidos primários e seus derivados em cortes longitudinal e transversais (em três níveis), usando coloraçöes diferentes (HE, tricrômio de Masson e fucsina-resorcina de Weigert) e comparamos os resultados antimericamente. Concluímos que a forma e o tamanho do gubernaculum testis mantêm-se quase constantes (80 por cento) para cada mês de gestaçäo. A forma variou de esferóide a laminada, passando por ovóide e fusiforme, quanto maior a idade do feto. Houve aumento significativo do volume do gubernaculum testis do 6º para o 7º mês fetal mas, entre este e o 8º ocorre uma diminuiçäo do tamanho, mais à esquerda. Notamos fixaçöes gubernaculares, cranial e caudalmente, evidentes no escroto e em outros órgäos e regiöes. A velocidade de descenso testicular revelou aceleraçäo entre o 7º e o 8º meses de gestaçäo. Os gubernacula testorum esquerdos eram mais inferiores do que os direitos, após o 7º mês gestacional. As mudanças teciduais ocorreram sempre das extremidades para o centro da estrutura (centripetamente), havendo diferenciaçäo de tecidos primários em tecidos muscular liso e depois estriado esquelético e finalmente em colágeno organizado. Os gubernacula testorum esquerdos mostraram início mais precoce destas modificaçöes, com tempos de diferenciaçäo celular diferentes dos direitos e intensidade maior dos processos de transformaçäo tecidual, o que pode explicar a desigualdade antimérica do descenso testicular.
dc.format.extent101 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectFeto/anatomia & histologiapt
dc.subjectTestículo/embriologiapt
dc.subjectFibras musculares esqueléticaspt
dc.subjectIdade gestacionalpt
dc.titleEstudo morfológico seriado antimérico do Gubernaculum testis em fetos humanospt
dc.title.alternativeSerial antimeric morphologic study of gubernaculum testis in human fetusesen
dc.typeTese de doutorado
dc.identifier.fileepm-20041213095635GARCIA.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramMorfologia (até 2007)


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record