Show simple item record

dc.contributor.authorMonteiro, Cristiano Ralo [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:04:43Z
dc.date.available2015-12-06T23:04:43Z
dc.date.issued2003
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 89 p.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19985
dc.description.abstractObjetivos: O objetivo principal deste estudo foi avaliar o efeito de uma estrategia de hidratacao no rendimento fisico dos arbitros de futebol. Os objetivos secundarios foram avaliar a perda de peso em funcao do estresse termico durante a partida de futebol e a correlacao da diminuicao do rendimento com a desidratacao. Materiais e Metodos: Foram avaliados dez arbitros de futebol, idade media de 37,1 ± 4,95 anos, sendo tres federados e sete nao federados, pertencentes ao Sindicato dos Arbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), em partidas validas pelo Campeonato da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), divididos nas categorias master e principal. Para realizacao desta pesquisa, os arbitros foram pesados antes e apos as partidas, e a diurese pos-pesagem foi quantificada sempre que necessario. A frequencia cardiaca foi monitorada durante o 1º e o 2º tempo, a cada 15 segundos, e a sua media foi considerada para efeito de calculo. Com a finalidade de quantificar a distancia percorrida, os arbitros foram filmados e a analise foi executada por meio de um programa computadorizado. O estresse termico foi avaliado com o wet bulb globe temperature, durante todas as partidas. O metodo utilizado nesse estudo foi o Cross Over, quando sete arbitros, de forma estabelecida, foram avaliados. Utilizou-se, primeiramente, a estrategia de hidratacao habitual (EHH), 765 ml de agua, e em seguida a estrategia de hidratacao proposta (EHP), 1300m1 de isotonico, e os outros tres arbitros restantes realizaram o processo contrario. Resultados: As variaveis analisadas - distancia total percorrida, diferenca percentual do 2º/1º tempo, total de piques, frequencia cardiaca media do 1° e do 2° tempo, diferenca de peso corporal e volume ingerido, porcentagem de desidratacao, taxa de sudorese e estresse termico - nao demonstraram uma diferenca estatisticamente significante, p < 0,05. Porem houve uma tendencia acentuada do diferenca percentual do 2º/1º tempo (nivel descritivo de 0,016) e de outras variaveis relacionadas com a perda e a reposicao de liquidos (diferenca de peso corporal e volume ingerido, taxa de sudorese e porcentagem de desidratacao) que sugerem um efeito benefico da EHP sobre o rendimento fisico dos arbitros de futebol. Conclusao: Apesar das variaveis analisadas nao apresentarem diferencas estatisticamente significantes entre a EHP e a EHH, pudemos verificar a existencia de tendencias importantes como no mecanismo de perda de calor durante o exercicio e no fornecimento de energia para o exercicio de intensidade moderada e de longa duracao. Estas tendencias sugerem que a estrategia de hidratacao proposta neste estudo possa otimizar o rendimento fisico dos arbitros de futebolpt
dc.format.extent89 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectFutebolpt
dc.subjectHidrataçãopt
dc.subjectDesidrataçãopt
dc.subjectResistência Físicapt
dc.titleO efeito de uma estrategia de hidratacao programada no rendimento fisico dos arbitros de futebol durante um campeonato amadorpt
dc.title.alternativeThe effect of a programmed hydration strategy on the physical performance of soccer referees during an amateur championshipen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-116508.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusUniversidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicinapt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record