Diferenciacao histopatologica e imunohistoquimica das alteracoes epiteliais no nodulo vocal em relacao aos polipos e a cordite edematosa

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2003
Autores
Neves, Beatrice Maria Jordao [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: E avaliar, por meio de tecnicas histologicas e imunohistoquimicas, o epitelio nos nodulos vocais em relacao aos polipos, a cordite edematosa e a pregas vocais sem lesoes macroscopicas. Metodo: Por meio de levantamento de prontuario, foram identificados vinte e seis pacientes com lesoes laringeas inflamatorias (nove diagnosticados como nodulos, oito como polipos e nove como cordite edematosa), que haviam sido submetidos a cirurgia. A lesao removida durante o procedimento cirurgico encontrava-se embiocada em parafina, em arquivo de laboratorio de anatomia patologica. Pregas vocais sem alteracoes macroscopicas foram obtidas a partir de autopsia de quatro cadaveres sem antecedente de lesao laringea ou intubacao orotraqueal prolongada. Para analise do epitelio, foram realizadas coloracoes pela tecnica da hematoxilina-eosina e do acido periodico de Schiff e tecnicas de imunohistoquimica com anticorpos dirigidos contra laminina e colageno IV. A leitura das laminas foi realizada por meio de microscopia optica. Resultados: Houve maior imunoexpressao de laminina e colageno IV nos nodulos quando comparados aos polipos (p=0,034 e p=0,036, respectivamente), assim como quando comparados as pregas vocais sem lesoes macroscopicas (p=0,019 e p=0,021, respectivamente). Nodulos tendem a apresentar maior espessura da membrana basal, quando utilizamos coloracao pela tecnica do PAS, em relacao aos polipos (p=0,102). Cordite edematosa nao se diferenciou das demais quanto a coloracao PAS ou quanto a imunoexpressao de laminina e colageno IV (p> 0,10). Conclusoes: Utilizando tecnicas histologicas e imunohistoquimicas para o estudo do epitelio de lesoes laringeas inflamatorias, podemos concluir que o Nodulo Vocal diferencia-se dos polipos, nas tres tecnicas utilizadas para deteccao da membrana basal (PAS, laminina, colageno IV), e das pregas vocais sem lesoes macroscopicas em duas das tecnicas utilizadas (laminina e colageno IV). Cordite edematosa nao se diferencia das demais lesoes, nem de pregas vocais sem lesoes macroscopicas, quando utilizadas as tecnicas anteriormente descritas, para estudo da membrana basal. Na porcao celular do epitelio nao foram encontradas diferencas entre os diversos diagnosticos clinicos
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2003. 43 p.
Coleções