Tomografia computadorizada no diagnóstico da otosclerose retrofenestral

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2004-01-01
Autores
Vicente, Andy de Oliveira [UNIFESP]
Penido, Norma de Oliveira [UNIFESP]
Yamashita, Helio Kiitiro [UNIFESP]
Mangabeira-Albernaz, Pedro Luiz [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
AIM: To identify the main tomographic findings of retrofenestral otosclerosis. METHODS: A prospective and multicentric study using computed tomography (CT) of the temporal bone in 54 patients with a clinical and surgical diagnosis of otosclerosis. A tomographic analysis has been performed to evaluate the utility of CT scans in diagnosing retrofenestral otosclerosis, verifying the sites of predilection for otosclerotic lesions. In this study, 22 patients undergone CT scans of temporal bones have been included in order to investigate other otologic diseases and have constituted the control group. RESULTS: The tomographic findings were mostly bilateral and the retrofenestral focus more prevalent was the pericochlear focus. CONCLUSIONS: The CT scan was useful in the identification of the retrofenestral focuses. The evidence of this focuses and the presence of the endosteal involvement of the cochlea can suggest a higher activity of the disease.
OBJETIVO: Identificar os principais achados tomográficos da otosclerose retrofenestral. MÉTODO: Estudo prospectivo multicêntrico com tomografia computadorizada (TC) de ossos temporais em 54 pacientes com diagnóstico clínico e cirúrgico de otosclerose. Foi realizada uma análise tomográfica, em que foi avaliada a utilidade da TC no diagnóstico radiológico da otosclerose retrofenestral, sendo verificados os principais sítios de lesões dessa doença. Foram incluídos neste estudo 22 pacientes submetidos à TC de ossos temporais para investigação de outras afecções otológicas, que constituíram o grupo controle. RESULTADOS: Os achados tomográficos foram bilaterais na maioria dos casos e o foco retrofenestral mais prevalente foi o foco pericoclear. CONCLUSÕES: A TC monstrou-se útil na identificação dos focos retrofenestrais. A evidência tomográfica desses focos juntamente com o envolvimento endosteal da cóclea podem sugerir uma maior atividade da doença.
Descrição
Citação
Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 70, n. 1, p. 74-82, 2004.
Coleções