Disfuncao sexual como diagnostico de enfermagem em pacientes coronariopatas

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2003
Autores
Silva, Edna Valeria da [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O fator motivador da realizacao da presente pesquisa foi a ausencia observada de preenchimento do item sexualidade nos historicos de enfermagem elaborados pelos enfermeiros do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (IDPC), fato este que gerou curiosidade, alem dos resultados de alguns estudos realizados por enfermeiros deste servico. A disfuncao sexual e um problema dos pacientes cardiacos encontrada na pratica pelos enfermeiros, mas verificou-se que as caracteristicas definidoras (CD) para este diagnostico de enfermagem propostas pela NANDA nao condizem com o que a literatura apresenta como sinais e sintomas desta condicao clinica. Este estudo exploratorio descritivo teve como objetivo geral estudar o diagnostico de enfermagem (DE) Disfuncao Sexual a luz da literatura existente sobre o assunto e avaliar a sua ocorrencia em pacientes coronariopatas. Os seus objetivos especificos foram: comparar as caracteristicas definidoras do DE Disfuncao Sexual da NANDA com os sinais e sintomas apresentados na literatura para esta condicao clinica; identificar na literatura novas caracteristicas definidoras possiveis para o DE disfuncao sexual; definir conceitualmente e operacionalmente estas caracteristicas definidoras; validar o conteudo das definicoes conceituais e operacionais das caracteristicas definidoras apresentadas; verificar a ocorrencia do DE Disfuncao Sexual e suas caracteristicas definidoras em pacientes coronariopatas. Na primeira etapa do estudo, as definicoes conceituais e operacionais das CD elaboradas a partir de pesquisa bibliografica foram validadas por um corpo de juizes, peritos na area da sexualidade. Na segunda etapa. verificou-se a ocorrencia deste diagnostico de enfermagem entre 62 pacientes coronariopatas, atraves de entrevista, na qual identificava-se pelo menos uma destas CD. Os resultados mostraram a ocorrencia de disfuncao sexual em 100 por cento da amostra Entre as caracteristicas comuns a ambos os sexos predominou a inibicao do desejo (N = 30 - 48,4 por cento). 0 que predominou no sexo masculino foi a disfuncao eretil (N = 33 - 89,2 por cento; e a ejaculacao precoce (N = 31 -83,8 por cento). No sexo feminino houve uma distribuicao mais equilibrada, onde destacaram-se: inibicao do desejo (N = 14 - 56,0 por cento), dispareunia (N = 09 - 36 por cento), vaginismo (N = 09 -36,0 por cento), frigidez (N = 08 - 32,0 por cento) e inibicao do orgasmo (N = 06 - 24,0 por cento). Quanto a intensidade das caracteristicas no sexo masculino, houve uma distribuicao equilibrada entre pouca e moderada para as caracteristicas disfuncao eretil e ejaculacao precoce e no sexo feminino uma concentracao na variavel pouca intensidade em todas as caracteristicas
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2003. 62 p.
Coleções