Show simple item record

dc.contributor.authorMeneguin, Decio [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:03:12Z
dc.date.available2015-12-06T23:03:12Z
dc.date.issued2003
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 70 p.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18814
dc.description.abstractObjetivo: Este trabalho tem como objetivos abordar a fidelidade do paciente de oftalmologia estudando as causas da troca de oftalmologista como a localizacao do medico, mudanca de convenio, mudanca do consultorio medico, a insastifacao ( mau atendimento ) e a confianca no profissional, assim como a importancia para o paciente na relacao medico paciente para os itens confianca no diagnostico; respeito e educacao do profissional; clareza e calor humano; asseio e roupa adequada; atualizacao do medico; consulta rapida; consulta demorada e o fato de ser professor e tambem a opiniao do paciente sobre a livre escolha, ou seja, se ele pudesse escolher o seu medico a relacao medico paciente poderia ser mais consistente. Metodos: Os dados foram obtidos atraves de um questionario de 07 itens, abordados para 592 pacientes ambulatoriais. Resultados: As principais causas de troca de oftalmologistas pelos pacientes foram o local do consultorio 105 (19 por cento) e a mudanca de convenio 105 (19 por cento), seguido pelo encaminhamento para outro medico 84 (16 por cento), nao confiou no profissional 65 (12 por cento), insatisfacao com o medico 47 (9 por cento), outros 35 (7 por cento) e nunca trocaram 95 (18 por cento).Para os itens pesquisados, a ordem de importancia para os pacientes foram: confianca no diagnostico 9,7; respeito e educacao do profissional 9,5; atualizacao do medico 9,4: clareza e calor humano 9,1; ser professor 8,9; asseio e roupa adequada 8,7; consulta demorada 6,9; consulta rapida 6,6. Todos os pacientes que possuem plano de Saúde preferem a livre escolha e concordam que a relacao medico paciente poderia ser mais forte. Conclusao: As principais causas da troca de oftalmologista foram o local do consultorio ( 105 dos entrevistados que correspondem a 19 por cento ); a mudanca de convenio ( 105 dos entrevistados que correspondem a 19 por cento ). A confianca no diagnostico foi o item com maior nota 9,7 e a consulta rapida o de menor nota 6,6 como importancia na relacao medico paciente. Em relacao a livre escolha foi unanime a preferencia dos pacientes conveniadospt
dc.format.extent70 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectCooperação do Pacientept
dc.subjectQuestionáriospt
dc.titleFidelidade do paciente de oftalmologia e a livre escolhapt
dc.title.alternativeOphthamollogy patient's loyalty and the free choiceen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-019608.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusUniversidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicinapt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record