Show simple item record

dc.contributor.advisorD'Ippolito, Giuseppe [UNIFESP]
dc.contributor.authorCaldana, Rogerio Pedreschi [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:02:56Z
dc.date.available2015-12-06T23:02:56Z
dc.date.issued2003
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 130 p.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18620
dc.description.abstractObjetivos: 1) determinar a frequencia de visualizacao dos segmentos da circulacao hepato-mesenterica pela angiografia por ressonancia magnetica com contraste; 2) avaliar a reprodutibilidade do metodo na deteccao dos segmentos vasculares hepato-mesentericos; 3) comparar o valor do metodo, utilizando-se duas diferentes dosagens de gadolinio (dose simples e dupla). Metodos: foi realizado um estudo prospectivo em 36 pacientes esquistossomoticos (idade entre 28 e 71 anos, com media de 44,6 anos) submetidos a angiografia por RM no periodo de junho de 2000 a junho de 2002, com o objetivo de avaliar o grau de visualizacao da circulacao vascular hepato-mesenterica. Os exames foram realizados em equipamento de RM operando em alto campo magnetico (1,5 T), utilizando-se bobina de corpo e bomba injetora para a administracao EV do contraste. Utilizamos de maneira randomizada dose dupla do contraste paramagnetico (0,2 mmol/kg de Gd-DTPA) em 21 pacientes, e dose simples (0,1 mmol/kg) em outros 15 pacientes. Os exames foram interpretados por dois observadores independentes, que classificaram o grau de visualizacao de 25 segmentos vasculares estabelecidos para analise, sem conhecimento da dose de gadolinio utilizada. A visualizacao das estruturas foi graduada em tres categorias: 0 (zero) para segmentos nao caracterizados, 1 para segmentos de identificacao parcial ou com indefinicao da imagem e 2 para os segmentos bem visibilizados, com qualidade para avaliacao diagnostica. Os resultados de concordancia interobservador foram analisados pelo teste de Kappa. Resultados: os segmentos vasculares proximais e de maior calibre foram as estruturas com melhor grau de visualizacao na maioria da amostra em estudo. 0 tronco celiaco, arteria hepatica comum, arteria esplenica, croca e terco medio da arteria mesenterica superior, veia porta, veia esplenica e veia mesenterica superior apresentaram grau 2 de visualizacao em mais de 70 por cento da amostra. A arteria gastrica direita, arteria hepatica media e arteria pancreaticoduodenal inferior foram as estruturas com pior grau de visualizacao pelo metodo em estudo, nao sendo identificadas em mais de 76 por cento da amostra. Dos 25 segmentos vasculares estabelecidos para analise, a concordancia interobservador global foi de 84,3 por cento, sendo superior a 80 por cento em 19 estruturas...(au)pt
dc.format.extent130 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectEspectroscopia de ressonância magnéticapt
dc.subjectAngiografiapt
dc.subjectEsquistossomosept
dc.titleA angiografia por ressonância magnética com gadolínio no estudo da circulação hepato-mesentérica em pacientes esquistossomóticospt
dc.title.alternativeGadolinium-enhanced magnetic resonance angiography for hepatic and mesenteric vascular study in schistossomotic patientsen
dc.typeTese de doutorado
dc.identifier.fileepm-018630.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record