Método de hibridização in situ para detecção da infecção pelo papilima vírus humano (HPV) em regiões de vulva, vagina e colo uterino

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2002
Autores
Dobo, Cristine [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O cancer do colo uterino e o segundo tipo de cancer mais comum entre a populacao feminina, perdendo somente para os carcinomas de mama, e aproximadamente 400.000 novos casos sao diagnosticados a cada ano, em nacoes desenvolvidas e industrializadas. Evidencias epidemiologicas e sobretudo atraves das investigacoes clinicas, sorologicas e com bases nos estudos de biologia molecular, indicam que a infeccao pelo Papiloma virus humano (HPV) corresponde ao principal fator etiologico da carcinogenese cervical, principalmente associado aos outros fatores de risco conhecidos: baixas condicoes socio-economicas, inicio precoce da atividade sexual, pluralidade de parceiros sexuais, uso de contraceptivos orais, habito de fumar. E a doenca sexualmente transmissivel mais comum entre mulheres jovens, atingindo 20 por cento a 46 por cento em varios paises. Para a deteccao da presenca de DNA virai, foram estudadas 332 biopsias retrospectivas ao ano de 1999, de uma amostra de 269 mulheres, com idade media de 30 anos. A distribuicao das amostras mostrou que a maioria das biopsias pertenciam a regiao de colo uterino (49,4 por cento), seguido das biopsias realizadas em regioes da vulva (36,4 por cento) e da vagina (14,2 por cento). O metodo de hibridizacao in situ apresentou reacao positiva na deteccao do HPV em 92 (27,71 por cento) exames: 30 (18,29 por cento) das 164 biopsias da regiao do colo uterino, 42 (34,71 por cento) das 121 biopsias da regiao de vulva e 20 (42,55 por cento) das 47, em vagina. Das 142 amostras cujos resultados . anatomo-patologicos foram de processos inflamatorios com alteracoes morfologicas sugestivas de infeccao pelo HPV,...(au)
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2002. 133 p. ilustabgraf.
Coleções