Efeito da sibutramina sobre o perfil da pressão arterial nas 24 horas e sobre os parâmetros metabólicos que caracterizam a síndrome de resistência à insulina em pacientes obesos e hipertensos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2002
Autores
Faria, Alessandra Nunes [UNIFESP]
Orientadores
Zanella, Maria Teresa [UNIFESP]
Zanella, Maria Teresa [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Avaliar os efeitos da reducao de peso com sibutramina (S) 10 mg ou placebo (PI) por seis meses sobre o perfil da pressao arterial nas 24 horas, sobre a massa ventricular esquerda (MVE) e a terapia anti-hipertensiva (TAH) em 86 pacientes obesos e hipertensos. Metodos: Antes e apos o tratamento com S ou PI associada', a dieta hipocalorica os' pacientes foram' submetidos ao ecocardiograma a monitorizacao da pressao arterial nas 24 horas e as determinacoes dos niveis das enzimas hepaticas Resultados 0 grupo S apresentou perda ponderal maior que o PI (6,7 por cento vs 2,5 por cento; p<0,001). Aumentos na frequencia cardiaca, de 78 7,3 para 82 n 7,9 bpm (p=0,02) e reducoes na MVE/Altura, de 105 29,3 para 97 n 28,6 g/m (p=0,002) foram observados apenas no grupo S Nos dois grupos ocorreram aumentos semelhantes nos niveis da fosfatase alcalina e ajustes comparaveis na TAH, enquanto a pressao arterial nao mostrou alteracoes. Conclusao: Em pacientes obesos e hipertensos sibutramina associada a dieta hipocalorica promoveu perda ponderal mais acentuada que o placebo, e reducao da massa do ventriculo esquerdo, serr interferir na pressao arterial e no tratamento antihipertensivo
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2002. 75 p. ilustab.