Efeitos da olanzapina sobre um modelo animal de discinesia tardia

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2001
Autores
Gemignani, Sergio [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Funcionalmente lncapacitante e esteticamente jesrigurante, d discinesia tardia e considerada nao apenas o mais importante efeito colateral decorrente da administracao prolongada de drogas antipsicoticas, como a principal desordem iatrogenica do movimento. Caracterizada por hipercinesias buco-linguo-mastigatorias, a discinesia tardia tem como importante modelo animal a discinesia orofacial induzida pela administracao repetida de reserpina em ratos., Esta Tese teve como proposicao verificar em ratos 1) os efeitos da administracao aguda do neuroleptico atipico olanzapina sobre a expressao da discinesia orofacial induzida pela reserpina; 2) os efeitos da administracao concomitante de olanzapina sobre o desenvolvimento da discinesia orofacial induzida pela reserpina e 3) o possivel desenvolvimento de discinesia orofacial apos a administracao prolongada de olanzapina per se vs parametros da discinesia orofacial quantificados foram a frequencia de protusao de lingua e de movimentos mandibulares. Apos a quantificacao da discinesia orofacial os animais foram sempre observados para o registro da atividade geral em campo aberto visando a especificidade dos possiveis efeitos antidiscineticos da olanzapina. Os resultados obtidos revelaram que: 1) a administracao aguda de olanzapina nas doses de 1,0 , 3,0 e 10,0 mg/kg (mas nao na dose de o,3 mg/kg) foi capaz de reverter o aumento das frequencias de protusao e movimentos mandibulares induzido pela reserpina; 2) esse efeito antidiscinetico foi acompanhado por uma potencializacao da diminuicao da atividade geral induzida pela reserpina; 3) o tratamento repetido e concomitante com a olanzapina tambem foi efetivo em reverter a discinesia orofacial induzida pela reserpina, sem modificar seus efeitos sobre a atividade geral; 4) a administracao prolongada de olanzapina per se promoveu um aumento significante da frequencia de movimentos mandibulares, sem alterar, entretanto, a frequencia de protusao da lingua; 5) a administracao prolongada de olanzapina per se tambem nao promoveu efeitos uniformes sobrte os digferentes parametros da atividade geral. Com base nesses resultados, as seguintes conclusoes podem ser enumeradas: - A olanzapina mostrou-se efetiva em promover tanto um efeito antidiscinetico agudo como profilatico no modelo de discinesia orofacial induzida por reserpina. -Tais efeitos antidiscineticos nao se devem a uma acao artefatual decorrente de uma ...(au)
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2001. 83 p. ilus.
Coleções