Emprego da artéria radial na revascularização do miocárdio: resultados imediatos e tardios em 100 pacientes

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2001
Autores
Costa, Francisco Diniz Affonso da [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de livre-docência
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Avaliar os resultados clinicos e angiograficos imediatos e tardios (maior do que 5 anos) nos primeiros 100 pacientes submetidos a revascularizacao primaria do miocardio com o emprego da RA. Metodo: De Abril de 1994 a Marco 1996, 100 pacientes foram submetidos, consecutivamente, a revascularizacao primaria do miocardio com o emprego da RA. Setenta e tres eram masculinos, e a idade variou de 31 a 74 anos (media = 56n9,7 anos). Todos foram avaliados no pre-operatorio com o teste de Allen modificado e 54 fizeram investigacao adicional pela ultrassonografia com Doppler e pletismografia. No total foram empregados 101 enxertos de RA, 99 de ATIE, 47 de ATID, 3 de AGE e 35 enxertos de SAF. A media de anastomoses por paciente foi de 3,38, das quais 1,35 com a RA. Alem da avaliacao clinica imediata e tardia, foram analisados todos os controles angiograficos imediatos (ate 30 dias apos a operacao), intermediarios ( entre o 2º mes e o 5º ano) e tardios (com mais de 5 anos de pos-operatorio). As RA foram classificadas como: a) normal; b) pervia, porem com espasmo relacionado com a ponta do cateter; c) pervia, com espasmo no corpo do enxerto; d) com string sign, definido como estreitamento difuso em toda a extensao do enxerto ou e) ocluida. Resultados: A mortalidade imediata foi de 4 por cento, todos de causa nao cardiaca. Dos 96 sobreviventes, 87 (90,7 por cento) tiveram seguimento clinico tardio. Dez pacientes faleceram tardiamente, resultando em sobrevida de 87,9 por cento (LC= 81,2 - 94,6) aos 5 anos e de 81,9 por cento (LC= 72,4 - 91,4) aos 7 anos de evolucao. Nesse periodo, tres pacientes apresentaram novo IAM, cinco foram submetidos a ATC, um a nova operacao de revascularizacao e outro foi submetido a transplante cardiaco. Nao houve complicacoes isquemicas no membro superior esquerdo e 11 pacientes (14 por cento) apresentaram queixas de parestesia e/ou disestesia da mao e/ou do polegar. Em 65 estudos angiograficos imediatos, 59 (90,7 por cento) enxertos estavam pervios, 3 (4,6 por cento) apresentaram string sign e 3 (4,6 por cento) ocluiram. Dos enxertos pervios, 6 apresentaram espasmo ( 4 relacionados a ponta do cateter e 2 no corpo do enxerto). Em 28 enxertos estudados tardiamente, 26 (92,7 por cento) estavam pervios, havendo apenas um caso com espasmo relacionado ao cateter. Nos enxertos estudados tardiamente, todos comprovadamente pervios na fase imediata, assim permaneceram no estudo tardio. Dois enxertos apresentaram irregularidades luminais...(au)
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2001. 94 p. ilustab.